Em 2017, seu segundo ano de atuação, a operadora de turismo responsável Vivejar trouxe um retorno de cerca de R$ 20 mil para as comunidades brasileiras onde opera, no Pará, Minas Gerais, Rio de Janeiro e São Paulo. Mais do que os benefícios financeiros, os impactos positivos se estenderam à valorização de culturas e tradições, aumento da autoestima e empoderamento feminino, e transformações profundas nos viajantes. Esses foram alguns dos resultados do primeiro relatório de sustentabilidade e impacto Vivejar Avalia, que a empresa social acaba de lançar.

Para comemorar as conquistas e lançar oficialmente o Vivejar Avalia, Marianne Costa participa na terça-feira, 21 de agosto, do Papo + B – uma iniciativa do Sistema B que tem o objetivo de conectar, inspirar e sensibilizar empresas e empreendedores sociais. Pedro Tarak, co-fundador do Sistema B, vai moderar a mesa, que conta ainda com a presença de Deuzani, mestre ceramista, poeta, empreendedora no turismo comunitário e importante liderança no Vale do Jequitinhonha, onde acontece uma das experiências Vivejar. As duas se juntam a Daniela Lerario, co-Presidente do Conselho do Sistema B Brasil e CEO da empresa B TriCiclos Brasil, para  potencializar o diálogo sobre diversidade e equidades através das mulheres.