Na onda da "Economia Compartilhada", as viagens para o próximo feriado (12/10) estarão ainda mais econômicas. É o que aponta a Buser, plataforma que conecta passageiros com destino em comum para fretar ônibus. Segundo a empresa, as viagens compartilhadas permitem uma economia de até 70%, se comparado ao valor das passagens rodoviárias comuns.

No aplicativo, o preço máximo de uma viagem compartilhada entre as cidades do Rio de Janeiro e Belo Horizonte, por exemplo, é de 81 reais. Na rodoviária, em comparação, o ticket médio para este trecho é de 144 reais, chegando a custar 186, dependendo do horário e das acomodações.

Para utiliza o serviço, basta acessar o site ou o aplicativo da Buser, juntar-se a um grupo de viagem já formado, ou criar o próprio grupo com o destino desejado. O frete é contratado totalmente online e o passageiro ainda pode escolher as opções em ônibus executivo, leito ou leito-cama.

Caronas

Além do Buser, outros aplicativos foram criados para promover a divisão de custos no transporte. É o caso do Blablacar e, mais recentemente, Waze Carpool. Nestas opções, o usuário pode oferecer ou buscar caronas em carros particulares, para realizar trajetos comuns e dividir o gasto com o combustível. No caso do Waze, o serviço de compartilhamento é útil para distâncias mais curtas.