A partir desta quinta-feira (10), o uso de máscaras em locais fechados deixou de ser obrigatório no Distrito Federal.

A medida foi anunciada no início da tarde pelo governador Ibaneis Rocha (MDB). Segundo ele, a decisão foi tomada devido ao avanço da vacinação contra a Covid-19 e a queda no número de casos da doença.

Ao fazer o anúncio, o governo falou que mais de 80% da população local está imunizada com as duas doses ou dose única. No entanto, números de ontem do consórcio de veículos de imprensa, do qual o UOL faz parte, apontam que 72,95% da população do Distrito Federal está imunizada com duas doses ou dose única.

Quando é considerada apenas a população com 5 anos ou mais, ou seja, aqueles que podem receber a vacina contra a Covid-19 seguindo as regras da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o total é de 78,10%.

Em seu anúncio, Ibaneis afirmou que o Distrito Federal vai abrir mais leitos adultos e pediátricos para tratar a doença. Ele também destacou que a retirada das máscaras não é obrigatória e, portanto, quem quiser pode continuar usando o equipamento.

Brasília é a quarta capital a desobrigar o uso de máscaras em locais fechados. A medida foi adotada primeiro pelo Rio de Janeiro em decisão que passou a valer na última segunda-feira (7).

Em seguida, Natal e Rio Branco também desobrigaram o uso em todos os ambientes. Outros lugares, como São Paulo, Belo Horizonte e Florianópolis, por exemplo, estão liberando o uso de máscaras apenas em locais abertos.

Siga-nos