Região Nordeste foi o grande emissor de turistas A passagem do cantor britânico Paul McCartney em Pernambuco rendeu bons dividendos para a cadeia produtiva do turismo. Mais de 25 mil visitantes de todo o País injetaram R$ 21.255.722,04 na economia do Estado. Os dados foram levantados pela Secretaria de Turismo de Pernambuco, por meio da Empetur, e revelam o impacto econômico de grandes eventos para a atividade turística.

A Região Nordeste foi o grande emissor de turistas, com destaque para os estados da Paraíba (17,52%), Ceará (14,29%), Rio Grande do Norte (9,52%) e Bahia (9,35%). Em média, os turistas e excursionistas passaram três dias em Pernambuco com um gasto diário de R$ 334,86. É importante ressaltar que o valor do ingresso não foi contabilizado no gasto médio. Este item englobou despesas com hospedagem, receptivo, passeios, alimentação, compras e outros serviços. “O sucesso dos shows de Paul McCartney nos credencia para receber grandes eventos internacionais, como teremos a cantora Jennifer Lopez no início do mês de julho”, comemora o secretário de Turismo de Pernambuco, Alberto Feitosa.

A pesquisa indica ainda a avaliação dos visitantes sobre os equipamentos e serviços turísticos do Recife. Os meios de hospedagem da cidade foram aprovados por 80,45% dos turistas, que consideraram ótimo ou bom 82,80% dos serviços de táxi. Os visitantes também avaliaram a estrutura do show. Cerca de 80% aprovaram a localização e a organização do show de Paul McCartney enquanto a segurança ficou em torno de 88%.

A pesquisa do show do Paul McCartney foi realizada pela Unidade de Gestão da Informação da Empetur, entre os dias 21 e 22 de abril, entrevistando 591 turistas e excursionistas e fazendo um contagem auxiliar de 15.855 pessoas, que respondiam se eram turistas, excursionistas ou residentes. A metodologia utilizada pela Empetur é aceita pela OMT (Organização Mundial do Turismo) e leva em consideração os dados coletados nas duas sondagens para projetar os números globais.

Siga-nos