As ações da Gol abriram o pregão da última sexta-feira (22) em baixa, mas logo passaram a subir, mantendo a tendência da véspera - quando o papel chegou a subir 10% ao longo da sessão e bater a maior alta em mais de dois anos e meio.
O movimento da quinta-feira foi alimentado pela declaração do presidente da Delta Air Lines, Glen Hauenstein, que afirmou em um evento para investidores em Atlanta (EUA) que a empresa provavelmente aumentará a participação na aérea brasileira.
A Delta Air Lines soltou comunicado apenas às 22h10 de quinta-feira (horário local, ou 0h10 desta sexta-feira, no Brasil), afirmando que "embora a Delta procura oportunidades para investir em outras companhias aéreas, parceiros existentes e outras entidades, a empresa não concordou nem anunciou planos para fazer um investimento adicional na Gol neste momento".