O grupo Latam Airlines, formado pelas empresas LAN Chile e TAM Linhas Áreas, vem crescendo ano a no mercado internacional da aviação. A nova façanha da empresa foi ter se tornado a única companhia a unir, sem escalas, América Latina e Oceania, com o voo entre Santiago, capital do Chile, e Melbourne, uma das principais cidades da Austrália.

A rota tem mais de 11 mil quilômetros, com 15 horas de voo, é o trecho mais longo da história da Latam. A companhia vai operá-la três vezes por semana, com saídas as segundas-feiras, quintas-feiras e sábados, às 13:30h (hora local) de Santiago - no voo LA805 - e  terças-feiras, sextas-feiras e domingos, às 20:40h (hora local) de Melbourne – no voo LA804.

A Latam opera atualmente sete voos semanais de Santiago para Sydney (via Auckland, na Nova Zelândia). Desde 2015, ele é feito a bordo de um Boeing 787-9, ampliando sua oferta em 27%.

Todos os anos, a empresa transporta aproximadamente 190 mil passageiros entre a América Latina e a Oceania. Com este voo, a companhia estima adicionar mais 77 mil passageiros nessa estatística e aproximar anualmente os dois continentes.