0
0
0
s2smodern

As aeronaves Pilatus da Azul alcançaram a marca de cinco mil horas de voo neste mês de dezembro. Adquiridos em 2013 e 2014, os dois monomotores de pequeno porte cumprem um papel importante na rotina da companhia, transportando materiais, mecânicos e até tripulação. Nos mais de quatro anos de operação, os Pilatus da empresa somam cerca de 130 horas de voo mensais, o que resulta em ao menos uma decolagem por dia.

Com a presença dos dois aviões, a Azul conseguiu diminuir o índice de cancelamento de voos e elevou os indicadores de regularidade e pontualidade. O tempo de manutenção em solo das aeronaves modelo Airbus A330 caiu de 25 para sete horas em três anos, enquanto o prazo de manutenção na frota dos jatos Embraer, que corresponde a quase 70 aviões, diminuiu 50%, passando de dez para cinco horas entre 2014 e 2017.

A otimização no tempo de reparo vem gerando menos impacto na complexa operação da companhia, que conta com quase 800 voos diários pulverizados por todas as regiões do país. Localizadas estrategicamente, uma das aeronaves fica baseada no Aeroporto Internacional de Viracopos, em Campinas – o maior hub de operações da Azul –, enquanto a outra fica à disposição a partir do Aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte.

Agências de Viagens

Geração millenium é responsável por quase metade das compras de passagens aéreas no Brasil

Segundo levantamento da agência ViajaNet, jovens entre 18 e 34 anos respondem por 45,34% do comércio de bilhetes aéreos e já são maioria no País

Segundo pesquisa exclusiva da agência virtual ViajaNet, a geração millenium já responde por 45,34% do total de vendas de passagens aéreas no Brasil. A participação dos consumidores entre 18 e 34 anos representa o público que mais compra bilhetes aéreos no País.

De acordo com o levantamento, que avaliou o perfil de compra de janeiro a agosto deste ano, os consumidores entre 35 e 54 anos representam 38,94% das vendas de passagens aéreas. E a menor participação ficou na população da terceira, com consumidores acima de 55 anos, com 15,72% dos bilhetes comprados.

vendas de passagens aéreas por faixa etária de consumidores