O projeto, resultado de uma parceria da Azul com o Hospital de Amor (Hospital de Câncer de Barretos), proverá o transporte aéreo de 30 mulheres da região de Petrolina e de Juazeiro até o hospital onde elas serão submetidas ao procedimento cirúrgico. A primeira fase acontecerá nesta terça, 30 de janeiro, com o voo das quatro primeiras pacientes para Salvador.

“Eu nunca voei para lugar nenhum, mas não estou com medo. Se tiver que ir, vou na hora”. As palavras da aposentada Maria Pureza, de 55 anos, refletem a confiança dela no tratamento que enfrenta contra a doença que mais atinge mulheres no país: o câncer de mama. Moradora de Santana do Sobrado, em Juazeiro, interior da Bahia, dona Maria será uma das pacientes beneficiadas pelo “Conexão Azul Rosa”.

Além de Maria Pureza, Maria Vaneide, Miramar Cardoso, Elenita de Castro e seus acompanhantes receberão o benefício de voar gratuitamente com a Azul até a capital da baiana. O trajeto até Salvador, cumprido em aproximadamente sete horas de carro, será feito em pouco mais de duas horas de avião, o que proporcionará mais dignidade às mulheres que precisam passar por uma das fases mais importantes do tratamento: o procedimento cirúrgico para a retirada do nódulo do câncer. 

Segundo a diretora de Marketing e Comunicação da Azul, Claudia Fernandes, a parceria com o Hospital de Amor transformará em prática o desejo da companhia de abraçar mais de perto a causa.

O diretor médico das unidades de prevenção do Hospital de Câncer de Barretos, Dr. Rafael Haikel Junior, explica que um dos fatores que motivou a opção pelo interior de Pernambuco e da Bahia foi a distância das cidades para os centros urbanos, que oferecem melhor infraestrutura na área da saúde.

“Quando a Azul fez a proposta do projeto, as regiões de Petrolina e de Juazeiro foram escolhidas porque a unidade hospitalar parceira mais próxima para realização do tratamento fica em Salvador, a 533km de distância. A alternativa de transporte aéreo é a melhor solução para esse grupo de mulheres poder ir e voltar da cirurgia com mais conforto”, explica Júnior.

Com um atendimento voltado às mulheres por meio de unidades móveis espalhadas pelo país desde 2002, o Hospital de Amor conta com 18 carretas em sete estados brasileiros, oferecendo recursos para realização de exames preventivos. Na unidade móvel que atua na região de Petrolina, já foram realizadas, desde 2007, mais de 128 mil mamografias e identificados 652 casos desse tipo de câncer. Cerca de 65% deles são iniciais, foco do Conexão Azul Rosa. Com o projeto, a expectativa da companhia e do hospital é oferecer conforto, dignidade e contribuir para amenizar as dificuldades que se apresentam na caminhada das mulheres que batalham contra o câncer de mama.