Por enquanto os brasileiros estão viajando dentro do seu próprio país, de carro e em viagens curtas, particularmente em feriadões e férias de no máximo 15 dias. Já no ano passado, os nossos gastos no exterior em viagens chegaram a US$ 19 bilhões em 2017. A informação é do Banco Central.  A despesa é a maior desde 2014, quando foram gastos em viagens ao exterior US$ 25,6 bilhões. Já os turistas que vieram ao Brasil gastaram aqui US$ 5,8 bilhões, bem, mas bem menos do que gastamos lá. 

Com isso, o saldo em viagens ficou negativo no ano passado, chegando a um déficit US$ 13,2 bilhões. Trata-se também do maior saldo negativo desde 2014, quando essa conta fechou com um déficit de US$ 18,7 bilhões. Os dados das viagens internacionais fazem parte da conta de serviços (viagens internacionais, transportes, aluguel de equipamentos, seguros, entre outros) das transações correntes. No ano passado, os serviços fecharam com um déficit de US$ 33,8 bilhões, o maior desde 2015, quando chegou a US$ 36,9 bilhões negativos.