0
0
0
s2smodern

O Ministério do Turismo lançou nesta terça-feira (27) o Plano Nacional do Turismo 2018-2022, instrumento que estabelece diretrizes e estratégias para a implementação da Política Nacional de Turismo até 2022, durante a 51ª reunião do Conselho Nacional de Turismo (CNT). O documento traz como metas a criação de novos dois milhões de empregos, o aumento do número de turistas nacionais e internacionais, além da ampliação da receita gerada pelo setor.

A base do PNT 2018-2022 foi construída dentro de Câmara Temática constituída para este fim, no âmbito do Conselho. Estruturada as diretrizes, as áreas técnicas responsáveis por cada tema dentro do MTur trabalharam no desenvolvimento das linhas mestras, iniciativas e estratégias para conquista das metas apresentadas.

O documento traz um panorama do mercado de turismo hoje no Brasil e no mundo, identifica os gargalos e elenca as iniciativas e estratégias prioritárias. Como novidade, o PNT 2018-2022 aborda temas como  o incentivo a soluções de segurança pública que envolvam o setor turístico e integrem os planejamentos  estaduais e municipais, como uma das estratégias fundamentais para a qualidade da experiência no país; a instituição de uma rede nacional de observatórios de turismo; o fortalecimento do trabalho compartilhado em redes de conhecimento; o estímulo ao desenvolvimento de destinos turísticos inteligentes, com foco na inovação e tecnologias interativas e criativas; e a elaboração de um Plano Integrado de posicionamento da imagem do Brasil.

 

Agências de Viagens

Geração millenium é responsável por quase metade das compras de passagens aéreas no Brasil

Segundo levantamento da agência ViajaNet, jovens entre 18 e 34 anos respondem por 45,34% do comércio de bilhetes aéreos e já são maioria no País

Segundo pesquisa exclusiva da agência virtual ViajaNet, a geração millenium já responde por 45,34% do total de vendas de passagens aéreas no Brasil. A participação dos consumidores entre 18 e 34 anos representa o público que mais compra bilhetes aéreos no País.

De acordo com o levantamento, que avaliou o perfil de compra de janeiro a agosto deste ano, os consumidores entre 35 e 54 anos representam 38,94% das vendas de passagens aéreas. E a menor participação ficou na população da terceira, com consumidores acima de 55 anos, com 15,72% dos bilhetes comprados.

vendas de passagens aéreas por faixa etária de consumidores