0
0
0
s2smodern

Os dados do programa eVisa referentes ao último mês de abril, divulgados pelo Ministério de Relações Exteriores, indicam que nos mercados estratégicos para o turismo brasileiro (Austrália, Canadá, Estados Unidos e Japão), onde o sistema de visto eletrônico foi implantado, o número de concessões de vistos aumentou, em média, 49% em relação ao mesmo período do ano passado quando o processamento dos vistos era feito pelo sistema tradicional. De acordo com estimativas do Ministério do Turismo, isso representa um acréscimo potencial de R$ 20,7 milhões na economia em apenas um mês.

O Canadá teve o aumento mais significativo, de 74,55%. Foram 1.461 vistos eletrônicos, em abril de 2018, contra 837 no mesmo período do ano passado pelo sistema tradicional. Na Austrália foram emitidos em abril deste ano 1.399 vistos eletrônicos, 52,23% a mais do que os 919 vistos emitidos em abril de 2017 pelo método antigo. Os Estados Unidos apresentaram um aumento de 44,17% com 12.298 vistos eletrônicos emitidos em abril deste ano e 8.530 no mesmo mês de 2017, quando o eVisa ainda não estava funcionando. No Japão o percentual de aumento de abril deste ano em relação a abril de 2017 foi de 25,04%, sendo 1.952 vistos eletrônicos emitidos em abril de 2018 e 1.561 vistos tradicionais concedidos em abril do ano passado.

“Esses números reafirmam o nosso compromisso com as medidas que facilitam a entrada de turistas estrangeiros no Brasil. Quanto menos burocracia, mais visitantes viajarão para conhecer nossos atrativos, gerando divisas para o Brasil e empregos no país”, comemorou o ministro do Turismo. Vinícius Lummertz foi um dos articuladores junto ao ministério das Relações Exteriores para que o processo de análise e concessão de vistos para o Brasil fosse simplificado.

A crescente adesão dos turistas ao sistema eletrônico de solicitação de vistos se reflete no percentual de eVisas emitidos em relação ao total de vistos processados entre os dias 1º e 30 de abril de 2018. O sistema eVisa alcançou 96,74% dos vistos emitidos para os australianos. Já os canadenses recorrerem ao sistema eVisa em 79% dos pedidos de visto. Os americanos solicitaram 74,56% dos vistos por meio eletrônico, e os japoneses tiverem 40,08% dos vistos emitidos para o Brasil pelo programa eVisa.