A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) e o Ministério do Turismo firmaram com o Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas) um Convênio de Cooperação Técnica, no valor de R$ 200 milhões, para promover a realização de ações voltadas ao aumento da competitividade das micro e pequenas empresas da cadeia produtiva do turismo.

Nos próximos dois anos, serão desenvolvidas iniciativas de produção de inteligência, inovação da oferta turística, qualificação dos produtos e serviços, promoção internacional dos destinos, melhoria do acesso a serviços financeiros e atração de investimentos para o setor.

O assunto foi destaque, nesta terça-feira (4), em Brasília, durante a abertura do #TurismoSummit2018, evento promovido em parceria pelos três órgãos para debater os avanços tecnológicos e seus impactos no setor de viagens e os novos conceitos norteadores do turismo no mundo.

Para a presidente da Embratur, Teté Bezerra, o convênio contribuirá para a consolidação definitiva de inúmeros destinos brasileiros. De acordo com ela, ações conjuntas e pontuais para capacitação profissional com foco na prestação de serviços e buscar transformar os produtos turísticos nacionais em Destinos Inteligentes são medidas essenciais para melhor receber os turistas internacionais.

O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos lembrou que todo o montante que será investido no convênio provém de recursos do órgão e ressaltou a forte ligação com o setor de serviços, especialmente o turismo, que é formado em sua maioria (95%) por micro e pequenas empresas. Segundo ele, é preciso buscar a continuidade de ações o que evitaria a dispersão de recursos financeiros e humanos. 

Além do convênio, o MTur articulou com o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) uma linha de crédito especial de R$ 5 bilhões, dos quais já foram acessados mais de R$ 1,5 bilhão, para gestores públicos e iniciativa privada investirem em infraestrutura.

Segundo o ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, o novo modelo proposto no convênio está baseado em três eixos principais: promoção da governança, difusão de novas tecnologias e estímulo à prática da sustentabilidade. Para ele, a evolução tecnológica transformou a comercialização de viagens ao redor do planeta.

 

 

#TURISMOSUMMIT2018

 

A realização do evento na sede do Sebrae na capital federal é uma das ações previstas no convenio entre o Sebrae, o MTur e a Embratur. O objetivo é promover o encontro das governanças dos destinos brasileiros e do trade turístico para consolidar os pilares da abordagem dos destinos turísticos inteligentes e inovadores.

 

 Com o passar dos anos, as mudanças tecnológicas fizeram com que o setor de turismo evoluísse da dinâmica de destinos analógicos (tradicional, off-line), para os digitais (multicanal, online) e, atualmente, enfrenta o desafio de transformá-los em inteligentes.

 

A própria OMT (Organização Mundial do Turismo) reconhece a importância do tema e anunciou que o Dia Mundial do Turismo, celebrado no dia 27 de setembro, será dedicado ao debate das transformações digitais no setor de viagens.