Pin It

O Instituto Brasileiro do Turismo (Embratur) e a Tanzânia vão intensificar as relações para troca de experiências na área de promoção turística internacional. A parceria foi discutida durante visita de uma delegação do país africano à autarquia para conhecer de perto as estratégias adotadas pelo Brasil para atração de turistas estrangeiros. No encontro, a Embratur foi convidada a participar da feira internacional de turismo de Zanzibar, em outubro.

“Tanzânia é um país irmão do Brasil. Temos muitas belezas naturais, raízes comuns e tudo a ganhar com essa troca de experiência”, disse o presidente da Embratur, Gilson Machado Neto, ao receber a delegação. Liderada pelo cônsul honorário do Brasil em Zanzibar, Abdulsamad Abdulrahim, a comitiva com 11 representantes do setor público e privado da Tanzânia assistiu a uma apresentação sobre a política de promoção do Brasil, mercados prioritários de atuação, ferramentas digitais e principais atrativos.

“Essa visita é uma experiência única para ampliarmos nossa colaboração. Gostaríamos muito de apreender com o Brasil”, afirmou o cônsul honorário, ao ressaltar que o país africano recebe 2 milhões de turistas por ano, menos de um terço do número registrado pelo Brasil (6,6 milhões em 2018).

Um dos pontos discutidos foi a ampliação da conexão aérea, como forma de estimular o fluxo turístico entre a África e a América do Sul. Para o cônsul honorário, é preciso intensificar a promoção da rota mais rápida entre os dois países, atualmente por meio de conexão em Johanesburgo, na África do Sul.

Paraguai

Em outra agenda internacional nessa quinta-feira (4), o presidente da Embratur recebeu o futuro embaixador do Brasil no Paraguai, o diplomata Flávio Damico, atualmente responsável pela representação brasileira em Singapura. Os dois discutiram formas de intensificar a promoção turística no Paraguai, quarto maior emissor de turistas para o Brasil, atrás apenas da Argentina, EUA e Chile.