Pin It

Foi realizado na sede da Embratur em Brasília uma palestra para discutir as medidas que o Governo Federal tem implementado para fortalecer o setor aéreo no Brasil. Estiveram presentes o presidente do Instituto Brasileiro de Turismo (Embratur), Gilson Machado Neto, o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil, a ANAC, José Ricardo Botelho, além dos servidores da Embratur.

“Conectividade aérea em um país com dimensões continentais é uma condição fundamental para o desenvolvimento do turismo”, foi assim que Gilson deu seu parecer ainda na abertura dos debates. O foco do encontro foi esclarecer as novas regulamentações que abrem o mercado aéreo Brasileiro aos profissionais que realizam a promoção internacional do turismo nacional. Botelho ainda explicou que a aviação civil brasileira passa por uma evolução constante, para manter-se competitiva e garantir que os passageiros brasileiros sejam atendidos de maneira segura e adequada: “se não fizéssemos a lição de casa iríamos perder ainda mais a competitividade perante mercados emergentes, como a China, por exemplo”, explica.

Botelho falou sobre o potencial dos setores que atuam em conjunto: “turismo e aviação tem tudo a ver. O desenvolvimento dos setores são interligados, e juntos quantos empregos estes setores podem gerar?”. O presidente da ANAC assinalou que o Brasil sempre traz curiosidade nos eventos internacionais: “o mundo quer vir para o Brasil”.