Pin It

De ordem do presidente da República, Jair Bolsonaro, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), representada pelo presidente Gilson Machado Neto tem percorrido destinos, até então com pouca visibilidade de promoção no mercado internacional, para visitas técnicas, com o intuito de resolver gargalos com o Governo Federal, para melhores investimentos e estruturação de equipamentos turísticos. Desde a semana passada, Gilson Machado está no Estado de Tocantins para ouvir e atender aos apelos das comunidades locais e do trade, representado por Prefeituras e Secretarias de Turismo.

“Estamos aqui, na região do Tocantins, conversando com proprietários de terras, secretários municipais e estadual, representantes do trade turísticos para, enfim, colocarmos o Estado na agenda de promoção do turismo internacional. Esse Estado é riquíssimo em atrativos especialmente no segmento do Ecoturismo e tem grandes potencialidades para concessões e investimentos”, destacou o presidente da Embratur.

Segundo ele, “é de extrema importância darmos sequência à nova transversalidade interministerial, proposta pelo Governo, que é de intermediar e conhecer, de fato, o que os estados precisam para melhor desenvolver o Turismo, um setor fundamental para o desenvolvimento econômico do País, gerador eloquente de emprego e renda”.

Na última sexta-feira (1), o presidente Gilson Machado Neto realizou reuniões com empresários e profissionais do trade do estado de Tocantins. No café-da-manhã, encontrou-se com representantes da Abav, Abrasel, Abih, Abrajet, e também do Palmas Convention e Visitors Bureau. Na sequência, no memorial da Coluna Prestes, no centro cívico de Palmas, prefeitos e secretários de turismo de todo o estado participaram de workshop, no qual Gilson Machado Neto abordou os projetos que a Embratur está desenvolvendo para potencializar o turismo internacional no Brasil. Durante a tarde, juntamente com o secretário de Turismo de Tocantins, Tom Lyra, o presidente da Embratur realizou um sobrevoo no Jalapão e visitou os famosos vertedouros da região de São Félix do Tocantins.

Durante a visita técnica, o presidente Gilson Machado Neto tem focado nos atrativos, destinos e equipamentos turísticos do segmento de Ecoturismo e Turismo de Aventura, o que mais cresce no mundo. Segundo a Organização Mundial do Turismo, o segmento cresce entre 15% e 25% a cada ano.

O Ecoturismo é o principal segmento turístico do Tocantins, e este potencial é diferencial presente em todas as regiões. “Nele, confraternizam as belezas do Jalapão, onde floresce o capim dourado; as piscinas e volumosas cachoeiras de águas cristalinas; as serras verdes; o encontro de três dos maiores ecossistemas do Brasil (cerrado, pantanal e floresta amazônica); os rios; o patrimônio cultural de etnias indígenas, além de enormes ilhas fluviais. São tantas características que, se formos contabilizar, passaremos o dia citando. Por isso, fazemos questão de entender, dialogar e estarmos presencialmente ouvindo o desejo da população do Estado de Tocantins, para que, juntos com o presidente Jair Bolsonaro, acabarmos de vez com os gargalos que impendem o desenvolvimento do Turismo da região”, afirmou o presidente da Embratur.

De acordo com o diretor de Marketing e Relações Públicas do Instituto, Osvaldo Matos de Melo Junior, a nova política do Governo Federal é de abertura para mais investimentos e melhores condições de vida e trabalho do povo brasileiro.

“Junto com a liberação de vistos para norte-americanos, canadenses, australianos e japoneses, o diálogo com as principais companhias aéreas internacionais, a concessão, os melhores investimentos em parques nacionais e em demais equipamentos turísticos, e a abertura com o governo de Jair Bolsonaro, o Brasil começa a ter mais condições de se inserir, de vez, no mercado turístico internacional”, destacou o diretor da Embratur.