Brasília receberá torcedores de três continentes que virão assistir suas seleções no Mané Garrincha, uma das arenas que mais terá jogos na Copa do Mundo de 2014, totalizando sete partidas

A capital do país, Patrimônio Cultural da Humanidade, receberá na primeira fase da Copa de 2014, torcedores de vários mercados emissivos de turistas ao Brasil. Eles virão da América do Sul, Europa e África. A primeira partida que o Estádio Mané Garrincha irá recepcionar será entre Suíça e Equador (15 de junho),  de onde vieram 26.462 equatorianos em 2012, o que coloca o país em 23º no ranking de emissores de turistas ao Brasil.

Para incentivar o turismo intrarregional durante a Copa e consequentemente a vinda dos turistas equatorianos ao Brasil, a Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) realizou no final de outubro deste ano uma série de roadshows pelo Equador. “Os latino-americanos, assim como os brasileiros, são apaixonados por futebol. A classificação do Equador na Copa é um incentivo para as ações da Embratur, por isso buscamos investir cada vez mais neste mercado”, explicou Flávio Dino, presidente da Embratur.

O segundo jogo no palco de Brasília para a Copa envolverá a Colômbia e a Costa do Marfim no dia 19 de junho. Em 2012, 100.324 colombianos estiveram aqui e ocuparam a 13ª posição no ranking de países que mais emitiram turistas ao Brasil. “A Colômbia é um mercado de altíssima prioridade para Embratur. Prova disso, é que já realizamos duas edições do Goal to Brasil, evento de promoção do Brasil, neste país, e instalamos em novembro dois EBTs (Escritório Brasileiro de Turismo), na América do Sul, sendo que um deles vai trabalhar exclusivamente com Colômbia, Peru, Bolívia, Paraguai, Equador e Venezuela”, detalhou Dino.

A partida mais aguardada no estádio está marcada para o dia 23 de junho, quando o Brasil enfrentará a seleção de Camarões. A África conseguiu classificar cinco seleções para o Mundial: Argélia, Gana, Camarões, Costa do Marfim e Nigéria. A expectativa da Embratur é que, com isso, o país vá bater recorde na recepção de turistas daquele continente. No ano passado, o Brasil já recebeu 92.349 turistas africanos. O número representou um crescimento de 6,8% em relação ao ano anterior, bem maior que a média mundial.

“Além do ganho econômico que esses viajantes representam para o setor do turismo no Brasil, há um ganho cultural inestimável advindo do crescimento do fluxo turístico com a África, que é a retomada de laços com um continente de onde vieram os antepassados de mais da metade da população brasileira", avalia o presidente da Embratur, Flávio Dino.

Para finalizar a primeira fase, Portugal joga contra Gana, no dia 26 de junho. O Brasil recebeu em 2012, 168.649 portugueses e o país esteve na 10ª posição no ranking dos emissores de turistas. “Temos convicção de que tanto os portugueses como os africanos irão bater recorde de entrada de turistas em nosso país”, completou o presidente.

Os outros confrontos serão válidos pelas oitavas de final, dia 30 de junho envolvendo o líder do Grupo E e o segundo colocado do Grupo F, outro pelas quartas de final, no dia 5 de julho e por fim, a disputa do terceiro lugar, no dia 12 de julho.