Clia Brasil apresentou demandas e projetos para fortalecimento do turismo no país para o pós-pandemia
 

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, e o presidente da Agência Brasileira de Promoção Internacional do Turismo (Embratur), Carlos Brito, se reuniram nesta quinta-feira (18.03) com representantes da Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos (Clia Brasil). O objetivo do encontro foi tratar de gargalos e investimento do setor para o pós-pandemia.

Participaram da videoconferência o presidente da Clia, Marco Ferraz; o diretor-presidente da Costa Cruzeiros Brasil, Renê Hermann; a diretora da Norwegian Cruise Line Holdings no Brasil, Estela Farina; o diretor da Royal Caribbean no Brasil, Mario Franco; o diretor da MSC Cruzeiros, Adrian Ursilli; o coordenador de Turismo Náutico da Embratur, Gentil Venâncio; o gerente internacional do Turismo da Natureza, Jerreneri Ferreira; o assessor especial da Embratur, Rafael Luisi; e o diretor de marketing da Embratur, Silvio Nascimento. O governador do Amazonas, Wilson Lima, participou da fase inicial do encontro.

Durante a reunião, foram abordados temas relevantes ao segmento, como legislação trabalhista e tributária, infraestrutura de portos e geração de emprego e renda para os brasileiros, especialmente durante as temporadas de cruzeiros. O impacto econômico total do setor de cruzeiros marítimos na temporada 2019/2020 foi de, aproximadamente, R$ 2,2 bilhões (7,6% superior ao resultado da temporada 2018/2019), com geração de mais de 33 mil empregos e movimentação superior a R$ 296 milhões em tributos.

Siga-nos