A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) decidiu nesta terça-feira (16) atender a um pedido da Infraero para que o aeroporto da Pampulha, em Belo Horizonte (MG), volte a receber aviões de grande porte. Antes, apenas aviões de pequeno porte estavam autorizados a pousar ou decolar do aeroporto, que fica na região central da capital mineira.

O objetivo da Infraero era que Pampulha voltasse a operar voos comerciais, ligando Belo Horizonte a outras capitais. Mas, apesar de permitir a volta ao aeroporto dos aviões de grande porte, usados nos voos comerciais, a decisão da Anac terá os efeitos limitados.

Isso porque a agência condicionou a aprovação de novos voos em Pampulha a "diretrizes do Conselho de Aviação Civil", o Conac. Na semana passada, o Conac e o Ministério dos Transportes editaram uma portaria que veta a retomada de voos de grande porte no aeroporto.

Portanto, apesar de a Anac ter liberado o pouso e decolagem de jatos maiores em Pampulha, pela diretriz do Conac esses aviões só poderiam ser usados para voos regionais (que ligam cidades menores e cuja demanda também é reduzida).

A Infraero informou que, com a portaria do Conac, a decisão da Anac não traz nenhuma mudança para o aeroporto da Pampulha.