0
0
0
s2smodern

A pouco menos de um ano para sediar a Copa do Mundo FIFA 2018, a Rússia recebeu, este mês, um Escritório Brasileiro de Turismo (EBT), responsável por reunir informações estratégicas sobre os mercados internacionais que norteiam o planejamento da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo). Ao EBT compete, também, apoiar a comercialização no mercado por meio de fornecimento de dados e material promocional sobre os destinos brasileiros.
“A abertura do EBT de Moscou é mais uma demonstração do quanto o mercado russo é importante para o Brasil”, afirmou o presidente da Embratur, Vinicius Lummertz. Segundo ele, é importante frisar que não houve nenhum gasto por parte da Embratur para a abertura desse escritório. “Houve apenas um remanejamento de EBTs. A partir de agora, a estrutura da Holanda está lotada na Rússia. Desse modo, o Escritório holandês já foi assimilado pelo EBT França”, informou.
Para inaugurar o EBT Rússia, a Embratur levou em consideração dados importantes do Ministério do Turismo. “O Anuário Estatístico do Turismo mostrou que o número de turistas russos no Brasil subiu de 13 mil, em 2008, para quase 24 mil, em 2016, o que fez com que elencássemos o País como um dos mercados prioritários da Europa”, destacou Lummertz. O mercado russo está entre os 10 países emissores de turistas mais importantes do mundo e, de acordo com a Associação de Operadoras de turismo da Rússia (ATOR), o fluxo emissivo da Rússia cresceu quase 29% no primeiro semestre de 2017.
Em 2015, o Instituto realizou uma série de ações para estreitar o relacionamento com o País. Entre as iniciativas realizadas, em 2016, a Embratur promoveu uma campanha publicitária em três grandes aeroportos internacionais na Rússia. Com o slogan “Venha conhecer o País que encantou o mundo nas Olimpíadas”, a ação despertou a curiosidade dos viajantes e levou uma lembrança do Brasil àqueles que visitaram o País durante os Jogos Olímpicos. As peças também foram postadas na internet.

Agências de Viagens

Geração millenium é responsável por quase metade das compras de passagens aéreas no Brasil

Segundo levantamento da agência ViajaNet, jovens entre 18 e 34 anos respondem por 45,34% do comércio de bilhetes aéreos e já são maioria no País

Segundo pesquisa exclusiva da agência virtual ViajaNet, a geração millenium já responde por 45,34% do total de vendas de passagens aéreas no Brasil. A participação dos consumidores entre 18 e 34 anos representa o público que mais compra bilhetes aéreos no País.

De acordo com o levantamento, que avaliou o perfil de compra de janeiro a agosto deste ano, os consumidores entre 35 e 54 anos representam 38,94% das vendas de passagens aéreas. E a menor participação ficou na população da terceira, com consumidores acima de 55 anos, com 15,72% dos bilhetes comprados.

vendas de passagens aéreas por faixa etária de consumidores