Pin It

A Wonderful Copenhagen é a agência oficial de turismo da capital dinamarquesa com foco em gestão de destino, marketing, promoção turística, e que tem como diferencial o fato de tratar o turista como um morador local, além de oferecer experiências inesquecíveis na cidade. O modelo de gestão conta com recursos públicos e privados.

O CEO da empresa, Mikkel Aaro-Hansen, que recebeu nesta terça-feira (21) representantes do Ministério do Turismo e da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), frisou a importância da missão brasileira composta para compreender e buscar novas saídas para o turismo internacional no Brasil.

O orçamento da agência estrangeira é misto, formado em 40% pelo poder público e 60% pelo setor privado. No total, são US$ 20 milhões para serem investidos na promoção da cidade e também para auxílio da comercialização das atrações locais. Além desta fonte, a agência é responsável pela gestão do Cartão de Turismo de Copenhague, que dá acesso a museus, atrações turísticas, desconto em lojas e no aluguel de bicicletas, e se torna uma fonte de renda alternativa.

Além disso, os diversos centros de convenções da cidade são comandados pela Wonderful Copenhagen, com o duplo objetivo de captar mais eventos e complementar o orçamento da instituição. Os números são significativos, já que Copenhague recebe anualmente cerca de 8 milhões de visitantes estrangeiros e 4 milhões nacionais, ou seja, um mercado potencial de 12 milhões de turistas.

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, que comandou a missão na Dinamarca, reforça que o modelo dinamarquês é um exemplo de trabalho conjunto entre o setor público e privado.