Pin It

O Rio de Janeiro ganhou mais um prêmio para sua enorme coleção. Nesta sexta-feira (18), em Paris, na sede da Unesco, a agência da Organização das Nações Unidas (ONU) para educação, ciência e cultura anunciou a ‘Cidade Maravilhosa’ como a primeira Capital Mundial da Arquitetura.

Além disso, ficou decidida que em 2020, o Rio será sede do 27º Congresso Mundial de Arquitetos. O evento ocorre a cada três anos, e, a partir da edição carioca, a cidade que sediar o evento receberá também o título.

O Rio foi escolhido pela União Internacional dos Arquitetos (UIA) por sua trajetória arquitetônica, histórica e cultural, mas também pelos desafios que enfrenta. Cidade de grande diversidade urbanística, o Rio tem em seu território situações comuns em grandes centros urbanos, tanto de países mais pobres ou em desenvolvimento como de nações ricas.

Para a prefeitura, o título enaltece o legado de diferentes períodos históricos da cidade: construções do período colonial; prédios no estilo art-déco, que marcou as primeiras décadas do século passado; e os primeiros edifícios modernistas e pérolas da arquitetura de Oscar Niemeyer, maior nome brasileiro, reconhecido mundialmente. No entanto, segundo especialistas, o principal legado será o de identificar metas que possam ser traçadas para os próximos dez anos, o que ajudará a construir políticas públicas para a melhoria do projeto urbanístico da cidade.

Congresso Mundial de Arquitetos UIA 2020 RIO

Pela primeira vez no Brasil, o evento será realizado entre 19 e 26 de julho de 2020, no Rio, com atividades em locais diversos da cidade, como no Palácio Gustavo Capanema, que deverá receber exposições, palestras e workshops. São esperados cerca de 25 mil arquitetos e acadêmicos de arquitetura de todo o mundo durante a realização do UIA2020. O maior fórum mundial de arquitetura, o Congresso Mundial de Arquitetos UIA 2020 RIO é promovido pela União Internacional dos Arquitetos (UIA) – sediada em Paris – e organizado pelo Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB).