Pin It

A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) participou, entre os dias 25 e 27 de janeiro, da New York Times Travel Show, importante feira de turismo da costa leste dos Estados Unidos, com profissionais, destinos, órgãos governamentais e expositores de 170 países.

O evento faz parte da Agenda de Promoção Comercial do Turismo Brasileiro no Exterior para o primeiro semestre de 2019. As feiras previstas para o período têm expectativa de negócios superior a US$ 30 milhões, considerando a projeção para os 12 meses subsequentes às participações.

Segundo a presidente da Embratur, Teté Bezerra a presença do instituto na New York Times Travel Show é essencial para estreitar relacionamento comercial entre os destinos e expositores brasileiros com operadores, agentes de viagens e imprensa norte-americana. Teté lembra que os Estados Unidos são o segundo maior país emissor de turistas para o Brasil, com quase 500 mil turistas, e ações para a abertura deste mercado geram resultados positivos. Um exemplo é o visto eletrônico, que fez um ano de lançamento no fim de semana da realização da feira norte-americana.

De acordo com a OMT (Organização Mundial do Turismo), a projeção é de aumentar em até 25% ao ano o fluxo de visitantes e injetar pelo menos R$ 1,4 bi na economia brasileira com a medida de facilitação. O primeiro beneficiado com a medida foi a Austrália, em novembro de 2017. Em janeiro de 2018 foi a vez de Japão, Canadá e Estados Unidos contarem com a facilidade.