Pin It

Por Claudio Magnavita

A exemplo do que ocorreu com os Ministros Onyx Lorenzoni e Osmar Terra, que foram exonerados na semana passada para tomar posse do novo mandato de deputado federal e votar na eleição de presidente da Câmara, o Ministro Marcelo Antônio foi exonerado temporariamente hoje e amanhã reassume a pasta do turismo.

Como estava em licença médica na semana passada (devido a um problema cirúrgico na perna um assunto que foi tratado com certa reserva) ele não pode ser exonerado com os outros colegas, ocorrendo somente hoje. Ele foi o único deputado da nova legislatura que ainda não foi empossado e o que deverá ocorrer às 15 horas.

O seu retorno foi assegurado pelos ministros do Planalto. A exoneração temporária de deputados ministros é praxe em Brasília e não ocorre apenas para a posse. No passado já ocorreu, além da posse, até para votações de grande interesse do Governo, pratica que atinge também deputados que ocupam secretárias estaduais e municipais.

No caso do deputado Marcelo Antônio a polêmica da exoneração poderia ter sido evitada se o Palácio tivesse publicado uma notícia prévia, já que o ato foi publicado de forma isolada devido à licença médica. Não caberia a estrutura de comunicação do MTur fazer este tipo de alerta, já que a exoneração e renomeação é um ato presidencial. Este cuidado prévio evitaria um desgaste ao próprio governo, já que não passaria a imagem de estaria cedendo a pressão da mídia, especialmente do jornal Folha de São Paulo, que requentou em manchete um assunto ligada a eleição de 2018 e que em dezembro já havia sido explicada.

O deputado Marcelo Álvaro Antonio tem sido vítima da utilização da mídia para tentar desgasta-lo e tentar uma exoneração definitiva. Já foi identificado que o foco pode ser de um dos integrantes do grupo inicial de transição, que cobiçou a cadeira de ministro, ambição que foi abatida com a nomeação de um Parlamentar próprio PSL.

No inicio de janeiro uma carta do Conselho Nacional de Turismo apoiando a isenção do visto para americanos e assinada pela grande maioria das entidades, não só respaldou o novo ministro como porta-voz do setor e registrou a satisfação pela indicação e também parabenizando o Presidente Bolsonaro manutenção pela manutenção da pasta.

Hoje ele compareceu ao café da manhã da Frente Parlamentar de Turismo na Câmara dos Deputados, onde chegou e saiu de cadeira de rodas e se locomoveu no salão com apoio de uma bengala). No evento ele assegurou o seu retorno ao Ministério amanhã.

Atualizado às 11:00.