Pin It

O Dia Mundial da Conscientização do Autismo é comemorado no dia 2 de abril em todo o mundo. A data foi criada Organização das Nações Unidas (ONU), em 18 de dezembro de 2007, com o objetivo de alertar as sociedades e governantes sobre esta doença, para que preconceitos sejam excluídos e dúvidas sejam esclarecidas.

Em homenagem a esse data, a estatua do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, foi iluminada com a cor azul nesta segunda-feira (1) às 18h30.

Mas o que é o autismo?

Segundo a Associação Brasileira de Autismo (ABRA), o autismo é um distúrbio do desenvolvimento humano que vem sendo estudado pela ciência há quase seis décadas, mas sobre o qual ainda permanecem, dentro do próprio âmbito da ciência, divergências e grandes questões por responder.

Quando surgiu a primeira associação para o autismo no país, o autismo era conhecido por um grupo muito pequeno de pessoas, entre elas poucos médicos, alguns profissionais da área de saúde e alguns pais que haviam sido surpreendidos com o diagnóstico de autismo para seus filhos.

Atualmente, embora o autismo seja bem mais conhecido, tendo inclusive sido tema de vários filmes de sucesso, ele ainda surpreende pela diversidade de características que pode apresentar e pelo fato de, na maioria das vezes, a criança que tem autismo ter uma aparência totalmente normal.

Como identificar se seu filho é autista? Confira alguns dos sinais:

Bebês que evitam o contato visual com a mãe, inclusive durante a amamentação
– Choro ininterrupto
– Apatia
– Inquietação exacerbada
– Pouca vontade para falar
– Surdez aparente: a criança não atende aos chamados
– Transtorno de linguagem, com repetição de palavras que ouve
– Movimentos pendulares e repetitivos de tronco, mãos e cabeça
– Ansiedade
– Agressividade
– Resistência a mudanças na rotina: recusa provar alimentos ou aceitar um novo brinquedo, por exemplo

Acompanhamento profissional

O fundamental é sempre procurar a ajuda de um especialista para cuidar do assunto e indicar a melhor forma de acompanhamento.