Pin It

Por Gabriel Moses

As companhias aéreas no Brasil colocaram em prática, já na última quarta-feira (10), uma política de fiscalização mais estrita quanto ao tamanho da bagagem de mão usados em viagens domésticas. De acordo com a ABEAR (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), o padrão será unificado para todas as companhias. Agora, as malas deverão possuir 35 cm de largura, 25 cm de profundidade e 55 cm de altura. Tais normas são definidas pela Iata ( Associação Internacional de Transporte Aéreo).

Já para objetos menores, como uma bolsa adicional, que pode ser levado no assento frontal, o limite do tamanho é de 45 cm de largura, 20 cm de profundidade e 35 cm de altura.

A fiscalização passará por duas fases. A primeira já entrou em vigor: neste mês, os terminais passam a receber uma fiscalização mais rígida de forma gradativa, com teor educativo. Já em maio, as malas que estiverem de fora do padrão estabelecido, já serão prontamente encarregadas nos check-ins das companhias, podendo receber cobranças.