Pin It

Cultura e Ecoturismo: Minas Gerais é referência nas duas áreas, e é com essa pegada que pretende ampliar ainda mais a chegada de turistas do Brasil e também de outros países. Essa abordagem foi tema da reunião entre a subsecretária de Turismo de Minas Gerais, Marina Simião, e do diretor de Marketing e Relações Públicas da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Osvaldo Matos de Melo Júnior, realizada no Instituto, na última sexta-feira (9).

A representante do governo mineiro explicou que “tem buscado investir em soluções que promovam o desenvolvimento de atividades da economia criativa, como artesanato, música, além de artigos gastronômicos, que já são tradicionais da cultura do estado”. “Buscamos diversificar as ofertas culturais, criando roteiros específicos, como rotas da literatura, da música, da gastronomia, além do já tradicional turismo religioso do qual Minas é referência”, completou Marina Simião.

A subsecretária ainda listou algumas ações para desburocratizar o setor, como a concessão de parques naturais estaduais, para atrair investimentos da iniciativa privada, contribuindo para a construção de infraestrutura e desenvolvimento de atividades ligadas ao turismo nestes locais, facilitando o trabalho de fiscalização do ecossistema, que é função do estado.

O diretor da Embratur Osvaldo Matos de Melo Júnior reforçou que “é esse tipo de inciativa que o País precisa. Pessoas que acreditam no Brasil e querem promover mudanças, inclusive por meio do Turismo”. Osvaldo disse ainda: “a Embratur é do Brasil, e, onde o turismo tiver potencialidade, nós ajudaremos a promover”.

A Embratur e a Secretaria de Estado de Turismo de Minas Gerais alinharam, também, ações de parceria, a fim de compartilhar dados de mercado que ambos órgãos possuem, além de buscarem desenvolver projetos específicos para promoção internacional dos atrativos do Estado, e assinarem um termo de cooperação com o Observatório do Turismo de Minas Gerais, formado pelos municípios, empresários e profissionais do segmento locais.