Pin It

A Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) divulgou nesta quarta-feira (28) que recomendará às companhias aéreas que proíbam o embarque do MacBook Pro de 15 polegadas m voos brasileiros devido a problemas detectados em um lote de baterias de lítio do modelo, fabricado entre setembro de 2015 e fevereiro de 2017.

A fabricante iniciou um processo de recall dos aparelhos por problemas de superaquecimento nas baterias, que em alguns casos podem levar a incêndios.

"Os equipamentos defeituosos não devem ser transportados como bagagem de mão nem despachados no porão da aeronave, dados os riscos que representam para as operações aéreas. Os passageiros que embarcarem com o dispositivo inapropriadamente serão orientados pelos profissionais das companhias aéreas a manterem o dispositivo desligado e a não recarregarem o aparelho durante o voo", diz a agência reguladora em nota.

Segundo a Anac, a recomendação deve se manter até que a Apple faça a substituição dos modelos que podem apresentar problemas.

A agência afirmou que as medidas buscam garantir a segurança das operações aéreas e "estão em consonância com as práticas tomadas recentemente pelas autoridades de aviação civil americana, Federal Administration Aviation (FAA), e europeia, European Union Aviation Safety Agency (EASA). A FAA, que também adotou a proibição, já divulgou nota em que afirma ter alertado companhias aéreas sobre o recall.

*Por Folha Press