Pin It

A falência da agência internacional online AMOMA.com está literalmente custando noites de sono à viajantes e hotéis no Rio de Janeiro.

A empresa internacional realizava reservas de unidades hoteleiras no Rio de Janeiro através de contratos com intermediários. Após fechar as portas, algumas reservas foram canceladas sem qualquer reembolso ou comunicação aos hóspedes.

Mesmo sem nenhum vínculo comercial ou jurídico com a extinta agência AMOMA.com, alguns hotéis do Rio de Janeiro estão sob ameaça de processo, exigindo retratação dos intermediários que negociavam diretamente com a agência. 

Quem acessa o site da AMOMA.com em busca de explicações encontra um informe de cessação de atividades, sob alegação de “condições insustentáveis de mercado na qual apenas um círculo muito pequeno de grandes agências de viagens on-line pode sobreviver”.

A empresa ainda indica àqueles que fizeram suas reservas através do site que “entre em contato com o hotel para obter informações sobre a prestação do serviço e/ou entre em contato com sua instituição de pagamento ou seu seguro de viagem”.

Para a assessoria jurídica da ABIH-RJ, como não havia relação comercial e jurídica direta entre os empreendimentos hoteleiros e a extinta agência AMOMA.com, os intermediários que mantinham relações comerciais com a agência devem honrar o compromisso estabelecido no momento da reserva, tanto com o hóspede, quanto com o hotel.