Pin It

Decolaram da Colômbia e do Equador o equivalente a 210 voos com Boeing 767-300 da LATAM Cargo para transportar flores para o mundo e dar vida à temporada 2020 de São Valentim. A data representa o dia dos namorados em vários países do mundo e é o período de pico das exportações internacionais de flores, assim como o dia das mães (transportes nos meses de abril e maio). Neste ano, a empresa transportou 12.600 toneladas de flores, um volume 45% maior do que o registrado no mesmo período do ano passado.
“O mercado de flores da Colômbia e do Equador é muito relevante para o Grupo LATAM Cargo e trabalhamos para estabelecer relacionamentos de longo prazo com os nossos clientes, para os quais oferecemos toda a nossa experiência e capacidade para transportar flores do nosso continente para o mundo. Em 2019, decidimos ampliar a operação cargueira nesses mercados para oferecer mais frequências e capacidade. A temporada de São Valentim é um sinal de que nossos clientes perceberam o nosso compromisso e esforço para oferecer soluções permanentes e seguras para as suas encomendas”, afirma Felipe Caballero, gerente sênior de Revenue Management do Grupo LATAM Cargo na América do Sul.
Aumento de frequências e destinos
A temporada de São Valentim em 2020, de 14 de janeiro a 10 de fevereiro, refletiu a tendência de aumento das frequências operadas nos países produtores de flores. Na Colômbia, a empresa operou um total de 110 voos após adicionar 38 frequências extras no período. Já no Equador, operou um total de 100 voos após adicionar 58 frequências extras.
No geral, a operação na Colômbia foi 2,2 vezes maior no período, com 6.600 toneladas de flores transportadas, e foi 3,5 vezes maior no Equador, com 6.000 toneladas.

O principal país consumidor de flores na temporada foram os Estados Unidos, que recebeu 90% do volume transportado pela empresa (11.300 toneladas). O país teve um crescimento de 65% da demanda em comparação com a operação regular fora da temporada, e um aumento de 45% em comparação com o período de São Valentim em 2019. Miami, em particular, foi especialmente relevante nessa operação, pois é um dos mais importantes hubs para distribuição de carga no mundo.
A Holanda veio na sequência, com 850 toneladas (7%), seguida em menor proporção por Hong Kong, Xangai e Pequim (China), Madri (Espanha) e Sydney (Austrália). As flores também foram transportadas para Nova York (EUA), Santiago (Chile) e Nova Zelândia, entre outros destinos.