Novo flagship da Costa Cruzeiros também preza pelo consumo consciente

O navio Costa Smeralda, inaugurado em 21 de dezembro de 2019 pela Costa Cruzeiros, simboliza um verdadeiro avanço para a indústria de cruzeiros em termos de inovação e sustentabilidade. O novo flagship é a síntese de uma visão corporativa que visa integrar os objetivos de desenvolvimento da Agenda 2030 das Nações Unidas e estabelece um novo caminho para transformar os negócios e garantir uma gestão responsável.
Este é o conceito por trás de todo o projeto do navio, no qual o sistema de propulsão é o elemento central. O Costa Smeralda é uma grande cidade inteligente itinerante. A redução significativa de emissões, o sistema inteligente de eficiência energética, a produção de toda a água necessária diretamente do mar e a coleta de 100% dos resíduos são exemplos concretos do compromisso assumido em infraestrutura a bordo.
Como campo de teste para projetos de economia circular, recuperação e reciclagem de alumínio, vidro e plástico, o Costa Smeralda se tornará parte do programa de coleta e doação de excedentes de alimentos em seus portos de escala. A chegada do Costa Smeralda é um passo significativo para todo o setor de cruzeiros e para a indústria de turismo em geral por conta do envolvimento direto dos hóspedes e tripulantes, considerados os cidadãos reais a bordo.

PRIMEIRO A INVESTIR NO COMBUSTÍVEL MAIS LIMPO DO MUNDO

A capacidade de elaborar um plano de ação concreto para reduzir o impacto ambiental com uma visão de longo prazo. É isso que o Costa Smeralda representa, como o primeiro navio da Costa a ser abastecido, tanto no mar quanto no porto, com Gás Natural Liquefeito (GNL), o combustível fóssil mais limpo do mundo. Uma tecnologia destinada a marcar uma transformação no setor de cruzeiros, em que o Grupo Costa foi o primeiro a acreditar e investir. Comprometida em alcançar uma redução de 40% nas emissões de CO2 em sua frota este ano (2020), 10 anos antes do objetivo estabelecido pela OMI (Organização Marítima Internacional), a empresa terá 5 navios alimentados por GNL até 2023. O uso desse combustível é um avanço ambiental real, já que garante um impacto mínimo na qualidade do ar, com a eliminação virtual de emissões de dióxido de enxofre e material particulado (redução de 95 a 100%), além de diminuir significativamente as emissões de óxido de nitrogênio (85%) e CO2 (até 20%).

DESEMPENHO AMBIENTAL COM A MAIS ALTA CERTIFICAÇÃO

O excelente desempenho ambiental do Costa Smeralda foi reconhecido pelo RINA (Organismo Internacional de Certificação) por meio do Green Plus, a mais alta certificação voluntária adicional relacionada ao impacto ambiental de um navio. O Green Plus é um indicador de desempenho ambiental que abrange os principais aspectos associados ao impacto ambiental de um navio, estabelecendo requisitos máximos de proteção e prevenção para cada um deles (óleo das máquinas, esgoto, águas residuais, resíduos, água de lastro, substâncias que prejudicam a camada de ozônio, gases de efeito estufa, óxidos de enxofre, CO2, e materiais particulados). Além de recompensar por estar em conformidade com os mais altos padrões de sustentabilidade ambiental, o Green Plus reconhece as soluções de design e os procedimentos operacionais implementados voluntariamente, durante a construção e a operação, a fim de garantir que a performance em proteção ambiental exceda o nível exigido pelos regulamentos.

100% DE ÁGUA PRODUZIDA DIRETAMENTE A BORDO

O uso de sistemas de dessalinização de última geração no Costa Smeralda, capazes de transformar a água do mar, garante que todos os requisitos de seus serviços a bordo sejam cumpridos. Especificamente, o navio está equipado com um evaporador de recuperação, que capta o calor produzido pelos geradores de motores e por três sistemas de osmose reversa altamente eficientes. A água é um recurso precioso. Portanto, sempre que necessário, o reabastecimento em terra será realizado nos portos apenas onde não houver o abastecimento emergencial de água. Também com isso em mente, uma série de inovações foram implementadas no Costa Smeralda para melhorar ainda mais a eficiência no consumo de água a bordo. As lavanderias, por exemplo, estão equipadas com uma nova lavadora que permite uma economia de água de 50% por quilograma de roupa lavada. As novas máquinas de lavar louça Meiko M-IQ oferecem ainda uma redução de 35% no uso diário de água, enquanto as novas torneiras e chuveiros com jato controlado proporcionam uma economia adicional de 30%.

COLETA DE 100% DE RESÍDUOS E UTILIZAÇÃO DE MATERIAIS RECICLÁVEIS

É dada muita atenção à gestão de resíduos em todos os navios da Costa. No Costa Smeralda não é diferente. De fato, 100% dos resíduos são separados a bordo. Para fins de comparação, a cidade mais virtuosa da Itália é Ferrara, que separa 86% de seus resíduos, enquanto entre as capitais europeias, Ljubljana é a melhor com 68%. O sistema de gerenciamento de resíduos destinados ao descarte vai além da simples categorização e respeito à conformidade. Tudo o que é produzido a bordo dos navios da Costa é coletado e organizado com o objetivo de facilitar a reciclagem e a recuperação após a descarga no porto, excedendo as exigências legais atuais. Alumínio, vidro, plástico e metal são manuseados a fim de melhorar o material e garantir que os resíduos se tornem um recurso. Por esse motivo, a tripulação e os hóspedes são diretamente envolvidos e informados sobre as atividades de coleta e reciclagem. Um exemplo único e global no setor é a parceria com o Consórcio Nacional de Itália para a Recuperação e Reciclagem do Alumínio que viabilizou a coleta e reciclagem de mais de 500 toneladas de alumínio desde 2007, além de alcançar um redução de 95% nas emissões de CO2. O Costa Smeralda será uma incubadora de projetos voltados para o gerenciamento da cadeia de suprimentos, começando com a coleta dos resíduos para a produção de objetos que poderão ser utilizados a bordo pelos próprios hóspedes.

Siga-nos