0
0
0
s2smodern

Os Estados Unidos ainda é o país com maior procura por serviços de assessoria para emissão de vistos pelos brasileiros, com 40% das demandas; seguido pelo Canadá (20%), e Austrália e China (com 15%, respectivamente). A informação é do levantamento realizado entre janeiro e novembro deste ano pela Schultz Vistos Consulares. De acordo com o estudo, os tipos de vistos com maior demanda de assessoria na empresa são: turismo, com 50%; negócios e trabalho, 30%, e estudos, 20%.

A Schultz Vistos Consulares presta assessoria para empresas, agências e para o público final, com oferta de serviços de intermediação para solicitação de passaporte brasileiro, emissão de vistos, emissão de Permissão Internacional para Dirigir, legalização de estrangeiros e prorrogação de estada no país, além de outros serviços.

Os principais países em que há obrigatoriedade de apresentação de visto consular, além dos já mencionados, são: China, Taiwan, Índia, Japão e Jordânia. Cada processo respeita as questões culturais e de leis do país para onde se requer o visto, assim como a demanda por este tipo de consultoria varia, durante o ano no Brasil. Serviços de emissão de vistos para Estados Unidos e Canadá são feitos ao longo dos 12 meses do ano.

Outro serviço que tem criado uma demanda no país e para a Schultz Vistos Consulares é o de regularização de estrangeiros no Brasil, conhecido como expatriação. Trata-se de um trâmite distinto e cujos documentos também diferem de acordo com o período e motivo do pedido de extensão ou residência/nacionalidade e demora em média de seis meses a um ano para um pedido de residência ser finalizado.

Agências de Viagens

Geração millenium é responsável por quase metade das compras de passagens aéreas no Brasil

Segundo levantamento da agência ViajaNet, jovens entre 18 e 34 anos respondem por 45,34% do comércio de bilhetes aéreos e já são maioria no País

Segundo pesquisa exclusiva da agência virtual ViajaNet, a geração millenium já responde por 45,34% do total de vendas de passagens aéreas no Brasil. A participação dos consumidores entre 18 e 34 anos representa o público que mais compra bilhetes aéreos no País.

De acordo com o levantamento, que avaliou o perfil de compra de janeiro a agosto deste ano, os consumidores entre 35 e 54 anos representam 38,94% das vendas de passagens aéreas. E a menor participação ficou na população da terceira, com consumidores acima de 55 anos, com 15,72% dos bilhetes comprados.

vendas de passagens aéreas por faixa etária de consumidores