0
0
0
s2smodern

Programando lugares baratos para viajar no Brasil? Assustado com o câmbio maluco das moedas estrangeiras? Em vez de gastar fortunas com dólares, euros, libras e afins, porque não explorar destinos baratos dentro do país, que em nada perde em beleza, cultura e atrativos para qualquer “concorrente” internacional? De praias paradisíacas a ruínas coloniais, de campos de OVNIs a cavernas rupestres, existem destinos baratos no Brasil que cabem no bolso de qualquer viajante.

Para ajudar nessa dificílima tarefa de escolher dentre os melhores destinos no Brasil, a momondo lista a seguir 22 dicas destinos baratos no Brasil para visitar em 2018!

1. Cabo Frio, Rio de Janeiro

ma das joias da Região dos Lagos carioca, Cabo Frio encanta por suas belas paisagens naturais e povo acolhedor. Dunas de areia branquinha e praias de águas cristalinas fazem a festa dos veranistas – seja para quem quer relaxar e pegar um sol, seja para quem quer mergulhar ou praticar esportes náuticos (surfe e iatismo são hits por lá) e até naturismo! Dá para fazer compras no Boulevard Canal e na Rua dos Biquínis, e curtir a noite animada nos bares da Avenida do Contorno.

E em janeiro, uma atração extra para os foliões: o Cabofolia, a maior micareta e Carnaval fora de época do Rio de Janeiro. Os megashows reúnem multidões na Praia do Forte – no ano passado, nomes como Ivete Sangalo, É o Tchan e Wesley Safadão passaram por lá.

Dica: quando for visitar Cabo Frio, não esqueça de esticar a viagem e passar em Arraial do Cabo, que fica a apenas 13km de distância. Lá, prepare-se para visitar cenários paradisíacos como o de Prainhas, certamente um dos melhores lugares para conhecer no Brasil.

2. Guarapari, Espírito Santo

Um dos destinos mais belos (e baratos) do Espírito Santo, Guarapari fica a 51km da capital Vitória, e esconde belezas naturais estonteantes. Pra começar, são mais de 30 praias, muitas com areias monazíticas, que possuem virtudes terapêuticas, segundo os moradores. Com altas temperaturas o ano todo, há uma boa estrutura turística e uma culinária local deliciosa (destaque para a irresistível e muito popular moqueca capixaba, servida em quase todos os restaurantes da região). Além das praias, outros atrativos do município incluem o Parque Estadual Paulo César Vinha, com mais de 1.500 hectares de rica flora e fauna, lagoas de águas avermelhadas e trilhas.       

3. Sirinhaém, Pernambuco

Quem vai curtir o Carnaval de Recife e Olinda pode aproveitar para esticar o passeio e conhecer a simpática e aconchegante Sirinhaém, a cerca de 76km da capital pernambucana.

O que a cidade tem de pequena – cerca de 45 mil habitantes – tem de bonita. Praias como Barra do Sirinhaém, Gamela e Guadalupe impressionam por suas extensas faixas de areia dourada e muitos coqueiros, e a Ilha de Santo Aleixo, situada em mar aberto, é um convite para um mergulho preguiçoso em suas águas rasas e quase sem ondas.

O município ainda guarda vários monumentos históricos bacanas, como engenhos de açúcar, igrejas, casarões do século 19 e o Convento de Santo Antônio, construído em 1645.

4. Brumadinho, Minas Gerais

O pequeno município na região metropolitana de Belo Horizonte não tem mais do que 35 mil residentes oficiais, mas está sempre cheio visitantes de todas as partes do Brasil e do mundo. Tudo graças ao Instituto Inhotim, um complexo cultural de renome internacional. Trata-se do maior centro de arte ao ar livre da América Latina, e sede de um dos mais importantes acervos de arte contemporânea do Brasil. Em seus mais de 100 hectares, arte e natureza convivem harmoniosamente, com seus belos jardins botânicos, galerias, lagos ornamentais, decoração arrojada e milhares de espécies de plantas, muitas delas raras (como a flor-cadáver, a maior do mundo).

5. Bento Gonçalves, Rio Grande do Sul

Uma visita a Bento Gonçalves, na Serra Gaúcha, revela rapidamente as raízes profundas deixadas pelos imigrantes italianos, preservadas através da arquitetura, cultura e gastronomia. Em especial, os vinhos.

A bebida produzida na região é considerada uma das melhores do Brasil e premiada internacionalmente. Portanto, conhecer as vinícolas espalhadas pelo Vale dos Vinhedos é programa obrigatório por lá, como Miolo e Casa Valduga, testemunhando a produção e degustando vinhos tintos, brancos e espumantes.

Também não dá para perder um passeio pelo chamado Caminhos de Pedra, uma vila cheia de construções em madeira e pedra que abrigam casas de massas, de teares, de erva-mate e capelas.

6. Maragogi, Alagoas

Porta de entrada para os Estados de Alagoas e Pernambuco, Maragogi tem a fama de ser um dos destinos mais baratos do Nordeste, e também um dos mais bonitos. Situado no litoral de Alagoas, a 125km de Maceió, a cidade está em uma Área de Proteção Ambiental (APA) e esbanja belezas naturais de tirar o folego. O principal atrativo, claro, são as praias, com águas cristalinas, extensas faixas de corais e as muitas piscinas naturais – destaque para as de Barra Grande, Taocas e Barreira de Peroba – ideais para quem busca sossego e tranquilidade.

7. Peruíbe, São Paulo

Para curtir um final de semana sem ter que viajar para muito longe de São Paulo, a dica é Peruíbe, no litoral sul (a 90km da capital). Famosa por seu turismo ecológico e rural, a cidade esbanja belos cenários naturais intocados e praias quase desertas.

Entre as melhores praias para descansar, estão a Prainha, Barra do Una e Caramborê. Na Estação Ecológica da Juréia-Itatins a pedida é curtir as trilhas de mata Atlântica e as cachoeiras próximas às praias de Guarauzinho e Arpoador (que precisam de autorização prévia do parque). Já a galera mais jovem prefere Guaraú, que tem campings e animada vida noturna.

Curiosidade: essa praia também é conhecida pelos inúmeros relatos sobre avistamentos de objetos voadores não-identificados. Tanto que a cidade realiza todo ano uma vigília na praia, como parte das atividades do Encontro Ufológico de Peruíbe.