O evento, que ocorre em formato presencial entre 5 e 7 de maio, contará com stand do Ministério do Turismo e segue todos os protocolos de biossegurança

 

Por Amanda Costa (Assessoria de Comunicação do Ministério do Turismo)

 

Um dos principais eventos de tecnologia e inovação do país, a Gramado Summit começa nesta quarta-feira (05.05), em Gramado (RS), e conta com o apoio do Ministério do Turismo para a sua realização, marcando a retomada da participação do órgão em eventos neste ano. Para a sua quarta edição, a feira de negócios recebeu autorização do governo estadual para ocorrer no formato presencial, seguindo uma série de protocolos de biossegurança contra a Covid-19. Veja mais sobre os protocolos AQUI.

O Ministério do Turismo conta com um stand institucional no evento para divulgação das ações e programas da Pasta e apresentará o projeto Destinos Turísticos Inteligentes, além de estratégias de comunicação digital. O secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo, William França, avalia que a feira pode auxiliar a encontrar soluções que permitam retomar as atividades de forma segura.

“O turismo de eventos é um dos que mais impacta economicamente o setor de turismo, movimentando desde hotéis, centro de convenções a infraestrutura de suporte, como transporte e restaurantes. Encontrar caminhos e soluções e fomentar iniciativas que permitam a retomada, de forma segura e responsável, deste setor tão atingido pela pandemia é um compromisso do Ministério do Turismo”, destacou William França.

Durante os três dias de evento, a expectativa é impulsionar o empreendedorismo e o ecossistema nacional de inovação no país, conectando grandes e pequenas empresas, agências e instituições públicas. E, com isso, fomentar o desenvolvimento de produtos e iniciativas que colaborem com a retomada e reaquecimento do setor de turismo no país.

São esperados cerca de 1.500 participantes, 120 palestrantes e 100 empresas na feira de negócios. “Estamos construindo um grande marco para o mercado de evento. A Gramado Summit vem com ainda mais impacto neste período, contribuindo para um movimento de retomada econômica, oferecendo conteúdos qualificados, conexões e muita geração de negócios”, aponta o CEO do evento, Marcus Rossi.

DESTINOS INTELIGENTES - Um Destino Turístico Inteligente é inovador e interativo – conceito que tem despontado como tendência mundial. É caracterizado por ofertar a seus visitantes produtos e experiências inovadoras e de qualidade tendo como base a estruturação e a convergência de cinco pilares: governança; inovação; tecnologia; sustentabilidade; e acessibilidade. Para acelerar este processo no país, o Ministério do Turismo está desenvolvendo um projeto-piloto com 10 cidades brasileiras que vão ser transformadas em verdadeiros Destinos Turísticos Inteligentes.

APOIO AO SETOR – Desde o início da pandemia, o Ministério do Turismo atuou para proteger o turismo e seus trabalhadores, reduzindo os impactos no setor. Entre as ações estão a articulação para a edição da Medida Provisória 936, que permitiu a flexibilização de salários e jornadas de trabalho; a MP 948, que regulamentou as relações de consumo no segmento, e a MP 963, que garantiu R$ 5 bilhões à concessão de empréstimos por meio do Fundo Geral do Turismo (Fungetur), entre outras providências.

Uma das fortes tendências do turismo pós-pandemia é a busca por destinos e empreendimentos que adotem protocolos sanitários de proteção contra a Covid-19. Por isso, o Ministério do Turismo lançou ainda no ano passado, o Selo Turismo Responsável. A iniciativa pioneira na América Latina definiu protocolos de biossegurança para 15 atividades turísticas, garantindo mais segurança para turistas e trabalhadores do setor na retomada dessas atividades.