“A solidariedade é uma característica marcante dos nossos associados", afirma Walter Teixeira, presidente do Skål São Paulo

Skål International, após a CEO Daniela Otero participar do Fórum de Temas Internacionais realizado pela ADVB – Associação dos Dirigentes de Vendas e Marketing do Brasil e Skål São Paulo – Associação dos Profissionais do Setor de Viagens e Turismo, submeteu e aprovou no Conselho Mundial da entidade a proposta de apoio à divulgação do Projeto aMEI.

Iniciativa social arrecada doações no site www.projetoaamei.com.br, revertidas em gêneros de primeira necessidade para os agentes de viagens, guias turísticos, monitores ambientais, artesãos, montadores de estandes, entre muitas outras categorias profissionais que compõem os mais de 10 milhões de microempreendedores individuais no Brasil. Só em São Paulo, são mais de 1,8 milhão de MEIs. Todos ficaram fora da faixa do programa de governo que oferece para pequenas empresas pagarem salários de trabalhadores por até dois meses.

“A solidariedade é uma característica marcante dos nossos associados. Além de contar com doações, a partir de R$ 30,00, dos skalegas no Brasil e de U$$ 5 no exterior, ficamos felizes que o Projeto aMEI tenha obtido o apoio do Skål Internacional e alcance mais de 15 mil associados presentes, nos mais de 100 países”, comemora Walter Teixeira, presidente do Skål São Paulo.

Aristides Cury, presidente da ADVB e past president do Skål São Paulo, agradece a parceria e convida os Skålegas a fazerem sua doação “ Os valores são acessíveis, R$ 30,00 para pessoa física e R$ 300,00 para PJ, mas fazem diferença para guias de turismo, agentes de receptivo, etc. que, como todos os MEIs, encontram-se praticamente desassistidos”, conclui.

Siga-nos