0
0
0
s2smodern

A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH), por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, Belotur, Prodabel e Secretaria Municipal Adjunta de Modernização, irá participar do Smart City Business. O evento, um dos mais importantes do mundo na área de tecnologia, será realizado no pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo, entre os dias 16 e 18 de abril.

Um dos objetivos é consolidar Belo Horizonte como um destino inteligente, apresentando seu ecossistema de inovação e conhecimento como pilares do desenvolvimento econômico da cidade. Desse modo, setores públicos, privados e universidades buscam soluções inteligentes para os desafios urbanos de uma metrópole contemporânea das dimensões de Belo Horizonte. O evento será realizado no pavilhão Amarelo do Expo Center Norte, em São Paulo, entre os dias 16 e 18 de abril.

Os dados corroboram esse ambiente tecnológico favorável de Belo Horizonte. A capital mineira tem a maior densidade de empresas de tecnologia da informação do Brasil: 331/100 mil habitantes. São mais de 250 startups no San Pedro Valley (melhor comunidade de startups do Brasil). Seu Parque Tecnológico, o BH-Tec, considerado um dos maiores do país, abriga empresas de pesquisa e desenvolvimento.

Além disso, Belo Horizonte é pólo de conhecimento, somando 62 instituições de ensino superior, entre elas a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), considerada pelo ranking da Folha de São Paulo de 2017 a melhor do Brasil em qualidade de ensino.

 

 

Agências de Viagens

Geração millenium é responsável por quase metade das compras de passagens aéreas no Brasil

Segundo levantamento da agência ViajaNet, jovens entre 18 e 34 anos respondem por 45,34% do comércio de bilhetes aéreos e já são maioria no País

Segundo pesquisa exclusiva da agência virtual ViajaNet, a geração millenium já responde por 45,34% do total de vendas de passagens aéreas no Brasil. A participação dos consumidores entre 18 e 34 anos representa o público que mais compra bilhetes aéreos no País.

De acordo com o levantamento, que avaliou o perfil de compra de janeiro a agosto deste ano, os consumidores entre 35 e 54 anos representam 38,94% das vendas de passagens aéreas. E a menor participação ficou na população da terceira, com consumidores acima de 55 anos, com 15,72% dos bilhetes comprados.

vendas de passagens aéreas por faixa etária de consumidores