Olga Smirnova, 30 anos, tornou-se uma das maiores promotoras da cultura brasileira na Rússia. Guia de turismo em São Petersburgo, Olga tornou-se referência para brasileiros que buscam informações sobre a cidade durante a Copa do Mundo FIFA 2018. Apaixonada pelo Brasil, ela fala português perfeito e, durante a competição, está se sentindo praticamente em terras brasileiras.

Ela aprendeu amar o Brasil através de filmes, novelas e as aulas de português que estudou na universidade em São Petersburgo. A história de amor foi concretizada durante os Jogos Olímpicos de 2016. Olga foi voluntária durante a competição e teve a experiência de uma autêntica carioca. Ela ficou 30 dias no Rio, se hospedou com uma família local na zona sul da cidade, ajudou a comissão Síria a se deslocar na capital fluminense e, mesmo assim, ainda tinha tempo de ir à praia de manhã.

Na bagagem, a russa não trouxe apenas souvenires, mas, sim, a memória de uma cidade de beleza natural, de festas, além de uma relação duradoura com Ricardo e Lígia Kahn - casal que a hospedou em Copacabana. Durante a última viagem, Olga ainda visitou amigos em São Paulo, mas considerou apenas duas semanas no Brasil pouco tempo.

O amor dela pelo Rio de Janeiro é compartilhado por seus compatriotas. A cidade é a porta de entrada para 83,9% dos russos que viajam ao Brasil. O país é considerado um destino turístico exótico, e, com a falta de sol e calor do dia a dia das grandes cidades russas, eles buscam as paisagens paradisíacas do Rio de Janeiro.