Pin It

O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) conjecturou a possibilidade de liberar a restrição de 5,4 km, retornando ao status inicial.

Segundo o Coronel Aviador Jorge Humberto Vargas Rainho, talvez, até mesmo em todo o território nacional, caso outras operações coloquem em risco a segurança no acesso ao espaço aéreo brasileiro, hoje aplicada e cumprida pelas aeronaves tripuladas.

"Agradecemos o apoio dos fabricantes, que prontamente colaboraram com o DECEA. Ações como essa evidenciam o comprometimento em manter a segurança no acesso ao espaço aéreo", complementa o coronel Vargas.