O presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vinicius Lummertz, fez um apelo a deputados e senadores para se empenharem pela aprovação da transformação do Instituto em serviço social autônomo, bem como pela nova Lei Geral do Turismo e pela abertura de capital das empresas de transporte aéreo. Os projetos devem ser votados na Câmara dos Deputados nas próximas semanas. No encontro, todos os 60 parlamentares presentes quanto os 27 secretários estaduais de turismo (que compõem o Fornatur) garantiram apoio. O presidente da Frente Parlamentar Mista em Defesa do Turismo (FrenTur), deputado federal Herculano Passos (PSD-SP), afirmou que, em conversa com o presidente da Casa, Rodrigo Maia, a votação do PL 2724/2015 (que reúne as três propostas) poderá entrar na pauta de votação já na próxima quarta-feira, dia 25. 

O presidente Lummertz reforçou a importância do trabalho conjunto entre Ministério do Turismo, Congresso Nacional e o Instituto, para diminuir a distância entre a realidade e as possibilidades do setor.

Para o deputado Herculano Passos, a articulação entre representantes governamentais e parlamentares está no caminho certo do esforço para as mudanças necessárias do setor de turismo no Brasil.

Já o presidente do Fornatur e secretário de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco, Felipe Carreras, reforçou o pedido de apoio dos deputados às mudanças na Embratur e destacou a importância de um marco regulatório favorável à aprovação de cassinos nos destinos brasileiros.

Além dos secretários de Turismo que compõem o Fornatur e os deputados de diversos partidos e estados, também estiveram presentes o presidente da CNC e presidente do Conselho Empresarial de Turismo e Hospitalidade da CNC, Alexandre Sampaio.

 

Netshoes