Pin It

O Ministério do Turismo ao longo desta semana fez uma verdadeira fiscalização na cidade de Tiradentes (MG). A idéia foi fiscalizar in loco os setores de hospedagem da cidade mineira. A fiscalização ocorreu em 59 meios de hospedagem, entre hotéis e pousadas. A fiscalização  antecipou a formalização de 70 empresas de hospedagem no Cadastur.

Para os demais hotéis e pousadas, não cadastrados, receberam a visita dos fiscais do MTur e foram notificados para providenciarem a regularização do cadastro. A cidade histórica é um dos principais destinos turísticos de Minas Gerais e conta, atualmente, com um total de 92 meios de hospedagem operando formalmente.

Os meios de hospedagem estão entre os serviços turísticos de cadastro obrigatório no Cadastur. Além de assegurar aos hóspedes a contratação de um serviço formalizado no Ministério do Turismo, o cadastro contribui para a categorização dos destinos no Mapa do Turismo Brasileiro. Tiradentes é um destino da categoria “A” pela forte contribuição da atividade turística à economia local. A cidade histórica recebe grande fluxo turístico, regional, nacional e estrangeiro.

Para o secretário nacional de Desenvolvimento e Competitividade do Turismo do MTur, Aluizer Malab, não basta que o destino esteja bem estruturado. Ele afirma que é preciso formalizar os serviços prestados aos turistas. “O Cadastur é um dos instrumentos previstos na estratégia de implementação do Programa de Regionalização do Turismo e permite tomar decisões mais acertadas na implementação das políticas do MTur, respeitando as peculiaridades dos municípios brasileiros”, afirmou.