Pin It

Pelo terceiro ano consecutivo, o Equador é eleito como o Destino Verde Líder da América do Sul, e Quito, sua capital, como o Destino Líder da região. O reconhecimento veio por meio do World Travel Awards (WTA), evento conhecido como o Oscar do Turismo. No total, o país recebeu 14 prêmios, o que afirma o comprometimento do Governo Nacional por intermédio do Ministério do Turismo do Equador em posicionar o país como um destino de classe mundial.

As premiações, que são entregues a cada ano nas diferentes categorias, têm como finalidade homenagear as empresas turísticas que estão superando os limites da excelência na indústria de viagens, turismo e hospitalidade global. A cerimônia foi realizada em Bogotá, na Colômbia. 

“Estes reconhecimentos internacionais ratificam, uma vez mais, que o Equador segue cativando o mundo com seus espetaculares destinos e produtos turísticos, como um lugar que tem muito a oferecer aos seus visitantes”, afirmou a ministra do Turismo do Equador, Sandra Naranjo.

O MINTUR destacou, ainda, as estratégias de promoção que estão sendo executadas durante todo o ano nos mercados-chaves, como a campanha Feel Again, a nova etapa da All You Need is Ecuador.

“Soma-se a isto as novas companhias aéreas e rotas que chegam ao país, além da maior capacidade operacional das aeronaves, e o incremento dos investimentos turísticos. Tudo isso pode ser visto na construção de 30 projetos do setor, com um investimento de US$ 750 milhões, entre 2015 e 2016”, destacou Naranjo. 

Até 2017, espera-se consolidar um investimento de US$ 1,6 milhão, provenientes de capitais nacionais e estrangeiros, o que demonstra que o Equador tem incentivos fiscais e regras claras para ser um destino idôneo. 

“O Equador tem dado grandes passos nos últimos anos, tanto que agora é uma potência turística na América do Sul. Os prêmios deste ano são um reflexo do êxito do país no posicionamento de si mesmo, não somente como um destino singular – com Quito e Equador como os dois ganhadores, mas também por meio de produtos de alta qualidade, como o Finch Bay Eco Hotel, vencedor na América do Sul do Leading Green Hotel pelo terceiro ano consecutivo”, apontou o fundador e presidente do WTA, Graham Cooke.