Para o Chile, 2017 se tornou um ano histórico, já que se tornou o período em que o país alcançou recorde em termos de chegada de turistas estrangeiros. Por conta do investimento realizado pelo governo chileno na promoção internacional do destino, 6.449.883 estrangeiros passaram pelas terras chilenas no ano passado, 14,3% a mais do que em 2016.

Javiera Montes, subsecretária de Turismo do Chile, nota que os argentinos lideram o ranking de visitantes, com 3.323.771 turistas. Ela também avaliou que a chegada de europeus aumentou 6,3% em relação ao ano anterior. Além disso, ela destacou o aumento de 22,9% de turistas asiáticos, principalmente chineses, que tiveram um crescimento notável de 33,8% em comparação com 2016. Um dos principais fatores apontado pela subsecretária é a maior facilidade do visto para turistas provenientes da China quando já se tem um visto prévio para os Estados Unidos.

Os turistas argentinos deixaram cerca de 353 milhões de dólares em receitas de turismo no Chile no ano passado, 51% mais do que em 2016, enquanto os brasileiros deixaram 490 milhões de dólares, 57,6% a mais do que no ano anterior. Quanto às projeções para 2018, espera-se que a chegada total de turistas ao Chile registre um aumento de 8,5% em relação a 2017, o que somaria cerca de sete milhões de estrangeiros no país.