Pin It

Uma das maiores feiras de turismo da Europa e a maior do mundo em público, com participação média de mais de 250 mil pessoas em cinco dias, a Feira Internacional de Turismo (Fitur) de Madrid, na Espanha, foi aberta oficialmente nesta quarta-feira, 23. Em sua 39ª edição, a Fitur se estenderá até o próximo domingo (27) e traz como foco o desenvolvimento de novas tecnologias e sustentabilidade na indústria do turismo. A Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) participa da feira com um estande de 24 coexpositores, entre estados, redes hoteleiras, companhias aéreas, operadoras e agências de turismo.

Representando o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, a presidente da Embratur, Teté Bezerra, participou ontem, 22, de uma solenidade com o presidente da Espanha, Pedro Sánchez, no Museu do Prado. Hoje, pela manhã, foi recebida – junto com uma comitiva de ministros de vários países – pelo rei Filipe VI. Nos dois encontros, foi possível acompanhar o interesse real da Espanha em implementar negócios no Brasil em todas as áreas de investimento.

Atualmente, a Espanha ocupa a 12ª colocação entre os países emissores de turistas ao Brasil. O país é o segundo no mundo que mais recebe turistas.  Em 2018, bateu o seu próprio recorde, atraindo mais de 82 milhões de turistas estrangeiros. Atualmente, o setor responde por 11% do PIB do país. A Organização Mundial do Turismo (OMT), agência oficial das Nações Unidas (ONU), informou crescimento de 6% no fluxo mundial de turistas que chegam aos países no ano passado, totalizando mais de 1,4 bilhão de pessoas.

O crescimento desse fluxo nas Américas foi de 3%, representando 217 milhões de turistas. Para 2019, a estimativa é de um crescimento mundial de 3% a 4%. Dados da OMT apontam que estes crescimentos são associados à economia mundial mais forte, aumento na oferta de passagens aéreas mais baratas, mudanças tecnológicas e maior facilitação de vistos.

Abertura e parcerias

As embaixadas brasileiras no exterior são cada vez mais ponto de apoio para a promoção do Brasil no exterior. No caso da Espanha, além do apoio às ações da Embratur, o embaixador, Pompeo Neto, acompanhou os trabalhos como os realizados pela OMT e pelo governo espanhol, na véspera de abertura da Fitur. “Estamos empenhados em estreitar cada vez mais essa parceria de interesse mútuo dos países”, justificou o embaixador.

Além de Pompeo, participam das atividades da Fitur Madrid o diretor de Inteligência Competitiva e Promoção Turística da Embratur, Gilson Lira; o assessor técnico da Embratur, Alisson Braga; além de representantes coexpositores do trade turístico brasileiro de cinco estados: Rio de Janeiro, Paraná (Foz Iguaçu), Alagoas, Amazonas e Pernambuco.

Considerada um ponto de encontro global para os profissionais do turismo, a Fitur reuniu no ano passado 10.190 empresas expositoras de 165 países/regiões, 140.120 participantes do comércio e 110.860 pessoas do público em geral. “Vamos superar esse número este ano”, antecipou a ministra da Indústria, Comércio e Turismo da Espanha, Reyes Marato Illera.

Segundo o diretor Gilson Lira, nesta edição, a Fitur dispõe de uma área específica para negócios do segmento Negócios e Eventos, chamada de Fitur MITM – MICE e Business, com a finalidade de expansão do convencional mercado B2B, que em 2018 atingiu 6.800 compromissos de negócios. É o padrão one-to-one. A Fitur traz ainda um espaço dedicado ao turismo de cinema. O objetivo é dar mais visibilidade às produções cinematográficas que apresentem destinos turísticos.

A feira traz também em 2019, em conjunto com a Fundacion Intermundial, o reconhecimento de empresas que trabalham para desenvolver e estimular a indústria, respeitando o meio ambiente, a economia e as comunidades locais. A ideia é premiar as empresas expositoras com o prêmio “Responsible Tourism Prize”, dividido nas categorias de “Hotel e Comércio de Catering”, “Transporte, Produtos e Serviços Turísticos”, “Destinos Turísticos”, e uma nova categoria, chamada de “Blogosfera”, destinado a reconhecer blog de notícias focado à sensibilização por práticas de turismo sustentável.