Pin It

Localizado na costa sul da Turquia, Mersin é uma cidade de longas praias e encantadoras enseadas, com as montanhas Taurus desenhando o cenário ao fundo. Entre suas belezas? Os vários bosques repletos de limoeiros e laranjeiras, além de incontáveis vinhas que se entrelaçam aos pés das montanhas. A cidade também é um dos mais importantes portos do Mediterrâneo e mantém um reconhecido centro de comércio marítimo.

Curiosidades da história humana em Mersin

Em Mersin, a história da humanidade começou há muito tempo atrás. A planície de Çukurova é um dos locais irrigados naturalmente mais férteis da bacia do Mediterrâneo, e foi onde um dos primeiros assentamentos, em que as pessoas aprenderam a trabalhar a terra. Florestas habitam a região, o que a faz adequada para a agricultura. A cidade de Mersin (antiga Zephyrium) ocupa o local de uma cidade extremamente antiga conhecida como Kizuwatna dos hititas. No Yumuktepe Tumulus, 3 km a oeste da cidade, escavações descobriram vários assentamentos sucessivos que remontam a 6000 aC e a era neolítica. Há restos de várias civilizações em toda Mersin, mas a maioria são das eras romana, bizantina e turca.

Distante somente onze quilômetros a oeste de Mersin, encontra-se uma Viranşehir (antiga Pompeiópolis e Soloi), fundada em 700 aC pelos rodes. Em Kanlıdivane estão as ruínas dos antigos Kanytelis, com túmulos semelhantes a pequenos templos, além de igrejas e sarcófagos que datam dos tempos romano e bizantino. A cidade e suas ruínas podem ser encontradas ao lado de um profundo abismo.

Kızkalesi, 50 km a sudoeste de Mersin, é um adorável condado com praias de areia fina, hotéis e acampamentos. É também o lar da antiga cidade de Korykos. O castelo do século XII de Korykos, na costa, fica em frente a outro castelo igualmente histórico, o Kızkalesi (Castelo da Donzela), em uma pequena ilha a 200m da costa. Logo depois do Castelo, em uma baía repleta de restaurantes que servem peixe na pequena vila de pescadores de Narlıkuyu, pode-se encontrar um mosaico romano conhecido como as Três Graças.

Um pouco mais adiante, no fundo de um vale, há uma caverna natural, medindo 275m por 125m de tamanho, conhecida como Cennet (Céu), e um abismo profundo (50-75m de largura e 80-120m de profundidade) chamado Cehennem (Inferno). No chamado Vale do Céu, encontram-se as ruínas de um templo convertido em capela cristã, do século V.

Muito próximo dali, está a caverna profunda Narlıkuyu, repleta de estalagmites, estalactites e carbonato de cálcio, com escadas esculpidas pelos romanos. Acredita-se que ar úmido da caverna auxilia aqueles que sofrem de doenças respiratórias.

Ao leste de Mersin, à beira da fértil planície de Çukurova, fica Tarso, o berço de São Paulo e outrora capital. Das muitas cidades antigas em Mersin, a Selêciailícia, Demircili (Imbriogon), Uzuncaburç (Diocaesarea), Ura (Olba) e Anamur (Anamorium) são as mais importantes. Em cada um desses antigos assentamentos, os visitantes têm a oportunidade de ver estruturas históricas como templos, pontes e teatros antigos que datam de milhares de anos.