Pin It

O ministro do Turismo, Hon Edmund Bartlett, entregou na última segunda-feira (04) US $ 50 mil à diretora-geral do Ministério de Turismo e Aviação das Bahamas, Joy Jibrilu, na segunda reunião do Conselho de Governadores do Centro Global de Resiliência e Gestão de Crises de Turismo (GTRCM) em Londres.

A quantia forma parte do fundo total de assistência estabelecido pelo GTRCM para dar suporte às economias orientadas pelo turismo e impactadas por destruição e eventos disruptivos tais como desastres naturais e pandemias.

O furacão Dorian, Categoria 5 que afetou as Bahamas no mês passado, é considerado um dos mais fortes a passar pelo Atlântico. As chuvas deixaram uma vasta região alagada e um rastro de destruição.

“A doação simboliza o comprometimento do Centro em assistir os Estados que são dependentes da receita proveniente do turismo e ajuda regiões vulneráveis a eventos disruptivos a se recuperarem e se reerguerem. Duas ilhas das Bahamas sofreram muito estrago após a passagem do furacão Dorian e ainda precisam de suporte para que possam se reconstruir. E este é o objetivo desta contribuição.”, afirmou o Ministro Bartlett.

Em colaboração com a Associação de Hotéis e Turismo da Jamaica (JHTA), o GTRCM levantou US$100,000 para dar auxílio a economia orientada pelo turismo das Bahamas e outras áreas no Caribe que possam ser impactadas por eventos destrutivos no futuro.

Ao aceitar a doação, a Diretora Geral, Sra. Jibrilu, disse: “em nome do Ministério de Turismo e Aviação e do Governo das Bahamas, estamos muito honrados em receber esta contribuição para ajudar em nossos esforços de recuperar e reconstruir. Isto mostra que todo apoio é bem vindo e representa a importância da colaboração em assuntos referentes a desastres e gerenciamento de crises.”

O fundo também será direcionado para uma plataforma de assuntos que investigam desde vulnerabilidades do Caribe até os acontecimentos mais disruptivos como furacões, pandemias, epidemias, para que haja a capacidade de se lidar com os mesmos.

“As tendências globais apontam que, devido à dinâmica de devastação e da natureza desses eventos, é necessário construir uma base de resiliência, de modo que se possa prever, administrar e se recuperar de tais situações. É cada vez mais urgente que tenhamos essas soluções e foi com esse objetivo que o GTRCM foi criado.”,  acrescentou o Ministro Bartlett.  

O Centro Global de Resiliência e Gestão de Crises de Turismo incluem a assistência aos destinos turísticos com o preparo da região, a administração, gestão e recuperação de eventos disruptivos ou crises que afetam o turismo e ameaçam economias e as vidas das pessoas em escala global.