Pin It

por Guilherme Cosenza

O decreto publicado no dia 19 de junho no Diário Oficial, nº 46680/2019, determina em 4% o percentual do do ICMS para o setor de alimentação e bebidas manipuladas em restaurantes, bares e bufês. A medida, no entanto, agradou não só o setor, mas também o turismo fluminense. Em um evento do trade turístico realizado na terça-feira passada (9/07), no Rio Scenarium, na Lapa, o fato foi comemorado.

"A experiência turística do Rio só fica completa com a inclusão dos bares cariocas, que são cheios de histórias e fazem parte da nossa cultura popular. Esse decreto foi fruto de muito trabalho do nosso governo e também do auxílio de empresários comprometidos com o desenvolvimento do nosso Estado", explicou o governador do Estado, Wilson Witzel, presente ao evento, além de afirmar que essa nova possibilidade tem tudo para alavancar o turismo. Quem mostrou compartilhar da mesma opinião foi o Secretário de Turismo do Rio de Janeiro, Otavio Leite: "a gastronomia é hoje um dos ingredientes mais importantes numa política de turismo e o Rio de Janeiro tem um potencial formidável que tem que ser desenvolvido, para que mais investimentos no setor sejam realizados, gerando emprego e renda".

A redução irá beneficiar todos os bares e restaurantes do Estado. Para se ter uma idéia, apenas no município do Rio, existem 11 mil estabelecimentos, no Estado, o setor gera aproximadamente 600 mil empregos diretos e indiretos. A redução do percentual do imposto reflete no aquecimento da economia e na geração de empregos. O que poderá ser uma abertura para novos empregos dentro do Estado.