Redação

Numa iniciativa para que o Terreirão do Samba seja reaberto e passe a funcionar permanentemente, produzindo samba durante todo o ano, a Prefeitura, por meio da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto (Cdurp), com coordenação da Riotur, está lançando um chamamento público para o desenvolvimento de estudos de viabilidade econômica e financeira em uma modelagem cultural, turística e comercial do local.

A ideia, num modelo de Procedimento de Manifestação de Interesse (PMI), é licitar a concessão da gestão do equipamento público de 13.600 m2 — o equivalente a quase dois campos de futebol — buscando investimentos privados para a sua revitalização e requalificação. O edital de chamamento dos interessados, que poderão ser pessoas físicas, profissionais liberais, empresas e organizações sem fins lucrativos, está publicado no Diário Oficial desta segunda-feira (21/06).

Os interessados poderão se habilitar e apresentar suas ideias e conceitos inovadores no prazo de 30 dias. Uma comissão multidisciplinar de avaliação das propostas definirá, após análise, o estudo que mais se enquadra nas premissas e parâmetros estabelecidos no Edital do PMI. Assim, a comissão escolherá aquele que realizará os estudos num prazo de 90 dias.

– É um processo em que os interessados apresentam estudos completos para o melhor uso do espaço público. Até o fim do ano a Prefeitura deve ter o modelo de Concessão definido para seguir com o processo licitatório – projeta Gustavo Guerrante, presidente da Cdurp.

A realização e aprovação das propostas deverá balizar a licitação para a gestão do tradicional espaço carioca inaugurado em fevereiro de 1991 e situado à Rua Benedito Hipólito, nº 66, no Centro, a poucos metros do Sambódromo da Marquês de Sapucaí. A Riotur quer a modernização do equipamento através de uma gestão profissional e eficiente, usufruindo a expertise de grandes empresas de entretenimento e eventos que o Rio de Janeiro e o Brasil possuem.

Para isso, obrigatoriamente 60% da programação anual do novo Terreirão do Samba deverá ser dedicada ao samba e suas diferentes vertentes e matrizes. Além disso, durante o período de Carnaval, toda a programação deverá ser exclusivamente dedicada ao samba.

Entende-se por período de carnaval o compreendido entre os 25 dias antes da sexta-feira de Carnaval, passando pela semana dos desfiles das escolas de samba no Sambódromo, e os oito dias posteriores ao Desfile das Campeãs, no sábado após o Carnaval. Todo o planejamento, programação e produção artística deste período carnavalesco deverá ser decidido mutuamente com a Riotur.

– Vamos devolver esse equipamento incrível para a cidade com samba o ano inteiro, valorizando a região e trazendo um novo espaço para o turismo e para a gastronomia, movendo a economia e gerando trabalho. A volta do Terreirão do Samba é para ser comemorada! – celebra a presidente da Riotur, Daniela Maia.

Redação

Nesta sexta-feira (11/06), o Sindicato dos Meios de Hospedagem do Rio de Janeiro (HotéisRIO) divulgou a taxa média de ocupação hoteleira para o fim de semana do Dia dos Namorados (de 11 a 13/06). Até o momento, a hotelaria carioca registra cerca de 70% de seus quartos ocupados.

A região da Barra da Tijuca/ Recreio/ São Conrado lidera a preferência dos casais, com 89% de ocupação, seguida por Ipanema/ Leblon (78%), Flamengo/ Botafogo (66%), Leme/ Copacabana (62%) e Centro (52%).

Um dado a se destacar é que a pernoite do Dia dos Namorados (12/06) registra uma média ainda maior na rede hoteleira da capital, em torno de 77%, com destaque para as regiões da Barra da Tijuca/ Recreio/ São Conrado (94%) e Ipanema/ Leblon (84%), seguidas por Flamengo/ Botafogo (74%), Copacabana/ Leme (71%) e Centro (61%). O incremento se deve, principalmente, aos hotéis que oferecem pacotes românticos ou serviços especiais para a celebração da data, o que fez com que as reservas em seus restaurantes esgotassem em poucos dias.

“Estamos otimistas com a retomada gradual de nosso setor e confiantes de que a vacinação acelerada possibilitará vislumbrarmos um cenário cada vez mais promissor”, relata o presidente do HotéisRIO, Alfredo Lopes.

E para dar fôlego a essa retomada, a campanha “O Rio não Para”, que teve uma edição em 2019, retorna este ano repaginada e com o objetivo de proporcionar aos turistas da capital benefícios e/ou descontos exclusivos ao longo de todo o ano. Neste mês, é a vez de o “O Rio não Para, para você não parar de se apaixonar”, em celebração ao Dia dos Namorados (12/06) e Dia Internacional do Orgulho LGBTQIA+ (28/06). Ao longo de junho, quem visitar a cidade terá direito a benefícios especiais dos parceiros envolvidos no projeto. Tudo pensado para que o turista viva uma experiência única na cidade. Entre os parceiros e apoiadores do projeto estão HotéisRIO, RIOgaleão, Bondinho Pão de Açúcar, Grupo Cataratas, RioLine e Campo Olímpico de Golfe.