0
0
0
s2smodern

Grandes eventos, que prometem movimentar o turismo do Estado, e as perspectivas do Riogaleão para 2018, foram os principais temas abordados durante a última reunião do ano do Conselho Estadual de Turismo do Rio de Janeiro. Realizado trimestralmente, o encontro, reúne representantes públicos e privados da atividade turística, com a missão de fomentar o desenvolvimento sustentável do segmento.

O secretário de estado de Turismo e também presidente do CET, Nilo Sergio Felix, abriu a reunião, parabenizando o trabalho realizado pelo trade em 2017 e afirmando que 2018 será um ano de grandes conquistas para o segmento.

Bruno Giovanni dos Reis, Gerente de Desenvolvimento de Passageiros do Riogaleão apresentou as novidades da malha aérea para 2018, o diferencial competitivo do aeroporto, as inciativas de marketing para o estímulo de passageiros e de relacionamento com os players do turismo e o trabalho que vem sendo realizado para o desenvolvimento de voos charter e segmento MICE.

Bruno ressaltou que já foram investidos R$ 2 bilhões e que o total, até 2039, está estimado em R$ 5,2 bilhões. Disse, ainda, que o Riogaleão é o único no Brasil que faz um trabalho especificamente dedicado ao relacionamento com o trade, por entender que parcerias dentro do segmento refletem em dados positivos para todos da cadeia produtiva do setor.

Três mil e quinhentas pessoas por dia. O número reflete a importância da Feira Rio Turismo & Artesanato, que foi apresentada pela subsecretária adjunta de Turismo do Estado do Rio de Janeiro e coordenadora do Programa de Artesanato Estadual, Nea Mariozz.

O evento, programado para acontecer de 4 a 6 de maio de 2018, tem o intuito de aquecer o mercado de turismo e divulgar a produção artesanal das regiões brasileiras. Segundo Nea, a intenção é atrair a população local e os turistas para conhecerem o Brasil, através dos produtos que estarão na Feira.

A apresentação, pelo Almirante Laranjeira, da “Rio Internacional Defense Exhibition – RIDEX” mereceu atenção dos conselheiros. O evento pretende trazer para o Rio de Janeiro um encontro capaz de alavancar negócios para a base industrial de defesa do país.  A Emgepron – Empresa Gerencial de Projetos Navais, responsável pela feira, explica que a proposta é de um encontro bianual, com a primeira edição acontecendo de 27 a 29 de junho 2018.

Entre seus objetivos, a Ridex busca promover a indústria naval brasileira, fomentar negócios para a base industrial de defesa, segurança pública e offshore. A intenção é que o evento cresça a cada edição e ganhe visibilidade internacional. Para fortalecer a realização do evento foi entregue pelo CET um certificado de apoio institucional, e pela Setur-RJ, um de relevância para o turismo