Pin It

Consagrada como o maior evento literário do Brasil, a Bienal Internacional do Livro Rio, chega à 19ª edição destacando a competência feminina no mercado. A curadoria do festival está repleta de mulheres. Rosane Svartman, premiada autora de livros, novelas, filmes e séries, será responsável pela Arena Jovem. Já o Fórum de Educação, fica a cargo do trio Martha Ribas, Carolina Sanches e Rona Ranning, do coletivo Ler Conecta. Enquanto a jornalista Mànya Millen estreia na curadoria do Café Literário, espaço cultural mais tradicional da Bienal. O evento acontecerá de 30 de agosto a 8 de setembro no Riocentro, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio. 

O Japão será o país homenageado nesta edição do festival, de onde virá uma delegação de autores para participar da programação oficial do evento e apresentar ao público a rica literatura Japonesa. O visitante terá ainda a oportunidade de se aproximar de outros elementos da cultura nipônica, além de conhecer um pouco mais sobre mangás e games, narrativas que comprovam a multiplicidade que já se encontra habitualmente na Bienal. O evento, promovido pela GL events Exhibitions e pelo Sindicato Nacional dos Editores de Livros (SNEL) reuniu 640 mil pessoas na última edição, um recorde de público.

A Bienal do Rio estará repleta de novidades em 2019, que já serão notadas na chegada pelo Pavilhão das Artes, que abriga a maior exposição permanente indoor de arte de rua da América Latina. Ao entrar na galeria de arte, os visitantes terão acessos aos três pavilhões, pois a planta do evento foi redesenhada para dar mais conforto ao público e aos expositores. O Fórum de Educação, com programação voltada para educadores e professores, será ampliado, apresentando a grande diversidade de possibilidades que envolvem a educação e os temas relacionados.