O 46º Festival de Cinema de Gramado abre oficialmente sua programação nesta sexta-feira, 17 de agosto, com a exibição de dois longas-metragens brasileiros inéditos no circuito nacional. Fora de competição “O Grande Circo Místico”, de Cacá Diegues, chega diretamente do Festival de Cannes, onde foi apresentado ao púbico internacional.

Inspirado no poema de Jorge de Lima, e com trilha sonora repleta de clássicos de Chico Buarque e Edu Lobo, o filme conta a história de cinco gerações de uma mesma família circense, do apogeu à decadência, passando por grandes amores e aventuras. Parte do elenco estrelado – composto por nomes como Jesuíta Barbosa, Bruna Linzmeyer, Antônio Fagundes, Juliano Cazarré, Marcos Frota, Mariana Ximenes e Vincent Cassel – vai marcar presença no tapete vermelho do Palácio dos Festivais.

Quem também estará em Gramado esta noite para apresentar o mais recente filme é a atriz Marieta Severo, que está em “A voz do silêncio”, de André Ristum – que será o primeiro filme em competição a ser projetado este ano, na sequência de “O Grande Circo Místico”.Ristum retorna à Gramado depois de três anos, quando concorreu com “O outro lado do paraíso” (2015), seu longa-metragem anterior, que foi eleito pelo público o melhor filme daquele ano na votação do júri popular.

A sessão, que começa pontualmente às 18h, terá audiodescrição para ambas obras, na primeira da série de iniciativas de acessibilidade que o Festival de Cinema de Gramado planejou em sua edição de número 46.

No sábado pela manhã haverá reprise do longa de Ristum, com entrada franca, no Teatro Elisabeth Rosenfeld. Já a sala de debates do Hotel Serra Azul recebe diretores e elenco de ambas produções para o debate, a partir das 10h30.

Competição de curtas gaúchos começa no sábado

No sábado, a partir das 13h30, o Palácio dos Festivais recebe a primeira maratona de curtas-metragens realizados no Rio Grande do Sul, na sessão inaugural da Mostra Gaúcha. Serão 11 filmes (a lista completa está no final do boletim), que serão debatidos na sequência da sessão, na sala de debates do Hotel Serra Azul. O esquema se repete no domingo, com a sessão nº 2 da Mostra Gaúcha, onde serão projetados outros nove títulos. As atividades tem entrada franca.

Recordista em Oscars, Itália é o país homenageado de honra

O país com o maior número de estatuetas do Oscar na categoria de filme em língua estrangeira, a Itália é o país homenageado de honra do 46º Festival de Cinema de Gramado. “A história do nosso cinema começa já na época dos irmãos Lumière. O nascimento de Cinecittà abre uma nova fase de produção. Graças ao cinema neorrealista do pós-guerra, ao cinema de autor de meados da década de 1950, até o final da década de 1970, e à “commediaall’italiana”, o cinema italiano atinge uma posição de grande prestígio nacional e internacional”, explica o embaixador italiano no Brasil, Antonio Bernardini, que lidera a comitiva do país em Gramado.

Placa no Palácio dos Festivais eternizará homenagem

Uma placa que será descerrada na tarde de sábado (17h), vai eternizar a homenagem do Festival de Cinema de Gramado ao país. Mas a participação da Itália no festival começa mesmo nessa sexta-feira, quando o embaixador Antonio Bernardini dará as boas-vindas ao público durante a cerimônia de abertura do evento, que ocorre nessa sexta-feira, às 16h, na Rua Coberta. “É uma ocasião imperdível para promover o cinema italiano no mais importante festival de cinema do Brasil e um dos mais importantes do cenário internacional”, celebra o diplomata.

 Associação de críticos comemora uma década de debates sobre cinema

 Uma mesa de debates sobre crítica cinematográfica e os festivais de cinema abre as atividades comemorativas dos 10 anos da Associação dos Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul. O encontro será realizado durante o 46º Festival de Cinema de Gramado e faz parte das atividades de reflexão e debate que são uma tradição do evento cinematográfico gaúcho.

Entidade marca presença na mediação de debates dos concorrentes

Além do encontro comemorativo aos 10 anos da Accirs (na sexta, 24, às 15h, no Hotel Serra Azul), que terá mediação do jornalista Daniel Feix, presidente da Associação dos Críticos de Cinema do Rio Grande do Sul e é aberto ao público, a entidade inova também com outro destaque na participação.