Pin It

A Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo trabalha para que os visitantes continuem se encantando com o município de Ilhabela, localizado no litoral norte do estado se São Paulo. Na onda do crescente sucesso no avistamento de baleias, a prefeitura passa a investir na observação de pássaros, conhecido como birdwatching. Esse é um direcionamento alinhado ao novo slogan do município: ‘Vida Natural’.

O projeto de Birdwatching prevê a criação de estrutura específica para os observadores de pássaros, incluindo a construção de seis torres no Parque Estadual de Ilhabela, uma das maiores reservas de Mata Atlântica conservada do mundo, com uma área de 27.025 hectares (ou 270 quilômetros quadrados), além de outras iniciativas que fazem parte do convênio assinado entre a Prefeitura e a Fundação Florestal. A expectativa é que a implementação esteja completa para o próximo verão, para que os turistas tenham a oportunidade de observar, fotografar e catalogar espécies como o Tiê-sangue, símbolo da Mata Atlântica, Tangará, Papagaio-moleiro (eleita a ave símbolo da ilha), a Coruja-preta, ou a Jacutinga.

Com a invasão das jubartes no litoral norte paulista nos últimos anos, o crescimento do turismo de avistamento de baleias cresceu naturalmente. Para garantir segurança tanto para os animais como para os humanos, a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do Turismo está certificando todos os envolvidos nesse processo, desde barcos a guias, que estarão devidamente regularizados a partir deste segundo semestre.

Um termômetro para medir a intenção de Ilhabela unir terra e mar no turismo são as palestras programadas para o Race Village, espaço instalado no Centro Histórico da Vila no mês náutico de julho. Serão quatro encontros destinados ao tema baleia e a estreia da observação de pássaros. A programação é a seguinte: sexta-feira (12), às 18h: 30 Anos do Projeto Baleia Jubarte; com Enrico Marcovaldi, Sergio Cipolotti e José Truda Palazzo. Sábado (13), às 18h: O que as jubartes estão fazendo em Ilhabela?, com Marina Leite e Julio Cardoso; Domingo (14), às 19h: birdwatching, com Guto Carvalho. Terça-feira (16): Baleias – Da Caça à Conservação, com José Truda Palazzo.

A secretária de Desenvolvimento Econômico e do Turismo, Bianca Colepicolo, explica o reposicionamento de Ilhabela. “O ciclo de palestras dão a cara que queremos para a cidade, que pode ser resumida no slogan: Vida Natural. Tudo isso carrega um conceito que ainda não é falado no Brasil, o de turismo restaurativo ou regenerativo. Isso significa valorizar, cuidar, preservar e fortalecer o que você já tem de bom, de bonito, ao invés de investir na criação de coisas novas. Ilhabela já é um paraíso por natureza e temos que reforçar essa marca.”